Uma tragédia no horário das nove, é assim que podemos definir a trajetória de 'Babilônia' em suas primeiras semanas. Com uma audiência cada vez menor, o folhetim atingiu apenas 18 pontos de média neste sábado (04), a pior marca da história para o horário. A Rede Globo de Televisão tenta de tudo para salvar seu principal produto. Primeiro, pediu a Walcyr Carrasco que adiantasse a estreia de 'Verdades Secretas'.

O drama que conta os bastidores do mundo da prostituição só entraria no ar a partir do segundo semestre, mas agora, a ideia é que já no fim de abril a trama possa cativar novos telespectadores e influenciar positivamente no Ibope de 'Babilônia'.

Publicidade
Publicidade

O que também mudou foi a plástica das cenas, que já tem seus capítulos reeditados. A emissora da família Marinho trabalha para relançar o folhetim. Chamadas e participações do elenco nos programas da casa podem ser vistos a todo momento pelo público. Até a vinheta de abertura foi clareada e surpreendeu os mais desavisados.

Grupo de discussão dá opinião e emissora fará mudanças

Os primeiros resultados do grupo de opinião da novela, que teve de ser antecipado por conta do fracasso da trama, indicam que o público rejeita o excesso de sexo e histórias violentas na história. Já o casal homossexual foi apoiado pelos telespectadores. Ricardo Linhares, Gilberto Braga e João Ximenes Braga terão nas próximas semanas o desafio da reviravolta.

No entanto, se 'Babilônia' não reagir, já se pensa em cortar a novela o mais rápido possível da programação da Globo.

Publicidade

Segundo informou um dos diretores do canal. Ele que preferiu não divulgar o nome contou que as reuniões de bastidores tem sido tensas e toda a equipe está sendo cobrada para melhorar os resultados. A hipótese já foi levantada e as consequências da atitude estão sendo estudadas. Segundo o profissional, o drama terá de duas a três semanas para reagir. Não tendo resposta positiva, a emissora irá encerrar o folhetim em menos de um mês.

Novela da Manchete teve final antecipado às pressas

Essa não seria a primeira vez que uma novela sairia do ar da noite para o dia. Na década de 90, a extinta TV Manchete exibia 'Brida'. Baseada em um livro de Paulo Coelho, a história não decolou e acabou tendo processos até do próprio escritor. O jeito visto pela emissora foi tirar o produto no ar. Para isso, o locutor Eloy Decarlo foi chamado e narrou o fim de cada personagem. Uma medida desesperada, que agora pode se repetir. #Entretenimento #Famosos #Televisão