Miley Cyrus sempre foi muito polêmica e agora não é diferente. Em uma entrevista, a cantora declarou que não se enquadra no que os padrões da sociedade definem como menina e como menino. Ela aproveitou para dizer que já teve alguns relacionamentos homossexuais e isso não define o seu caráter, pois ela é livre para fazer o que quiser sem que isso interfira na pessoa que ela é.

A entrevista polêmica foi dada à Associated Press, durante o lançamento de um projeto social que ajuda crianças sem um lar e homossexuais. Miley é a presidente desse projeto social.

Na entrevista ela disse que não esperava ser um homem e que na verdade não esperava ser nada, apenas ela mesma.

Publicidade
Publicidade

Miley deixou claro que ser mulher não é algo que ela odeie, mas não gosta dos rótulos e da caixa que colocam para que defina se é menino ou menina. Nas redes sociais ela postou que nada pode defini-la, pois é livre para ser qualquer coisa.

Polêmica nas redes sociais

Como era de se esperar, muitos fãs estão apoiando a cantora, mas também existem aqueles que criticam. Nas redes sociais isso repercutiu de diversos aspectos, mas o principal deles é os fãs que acham que ela está fazendo tudo para se aparecer e não por se sentir assim.

Conheça mais sobre não-binários

Independente do caso de Miley Cirus ser para chamar a atenção ou não, o fato é que realmente existem pessoas que não se identificam com nenhum dos dois gêneros, assim supõe-se a existência de um terceiro gênero: os não-binários.

Publicidade

O gênero não-binário prevê pessoas que não se encaixam nos extremos homem e mulher. Ainda há pouca literatura sobre o assunto, mas para a maioria dos estudiosos essas pessoas são consideradas trans.

Vale lembrar que isso não interfere na orientação sexual, é apenas como a pessoa vê sua própria forma de existir no mundo.

Existem culturas que não de baseiam na noção binária de gênero, tanto que é comum ouvir que anjos não tem sexo. Na cultura italiana barroca os castratis não eram considerados nem homens nem mulheres. Fica a questão: é necessário ter gênero binário para socializar? #Entretenimento #Famosos #Televisão