Um dos apresentadores mais conhecidos da Rede Globo de Televisão é o marido de Angélica, Luciano Huck. O animador que comanda aos sábados o Caldeirão do Huck não para de se envolver em polêmicas. No entanto, se depender dele isso vai ter uma redução em sua carreira ou até acabar. Essa semana o comunicador conhecido pelo seu nariz grande resolveu acabar com uma das marcas que leva o seu nome, a "Use Huck", mas isso só aconteceu depois dele estar com a imagem bem arranhada e com risco de perder poderosos patrocinadores, que colocavam ele como garoto propaganda de suas marcas.

Chegou a espantar a demora para Huck se livrar da marca de camisetas.

Publicidade
Publicidade

Em entrevista ao colunista especializado em celebridades Bruno Astuto, Luciano anunciou oficialmente que desistiu do negócio que tinha com o empresário Rony Meisler, que também é dono da grife reserva.

"Depois dessa última confusão, aprendi que meu maior patrimônio é meu nome e, por isso, não posso associá-lo a algo que fuja do meu controle. Claro que não foi um erro intencional, tanto da parte deles quanto da minha. Mas preferi me desligar da Use Huck", confessou.

O R7 fez por e-mail uma entrevista através da assessoria de comunicação do artista, que reafirmou o fim da Use Huck, dizendo que a operação como um todo da marca foi desligada. Huck, no entanto, é sócio da Joá e tem 10% de ações da Reserva, empresa que geria o site de camisetas. Ele continuará a parceria, mas sem usar diretamente seu nome. "Continuamos acreditando no potencial da reserva", completa a assessoria do apresentador da Globo. 


Para quem não lembra, a Use Huck esteve envolvida em muitas polêmicas no último ano, a mais recente resultou em acusações da marca promover a pedofilia.

Publicidade

Muita gente começou a criticar o animador nas redes sociais e os patrocinadores que usam o apresentador como garoto propaganda ficaram com o pé atrás. Crianças apareceram no site de Luciano usando uma camisa com a estampa "Vem ni mim que eu to facim".

No entanto, a primeira grande bola fora da Use Huck foi quando o site começou a vender camisetas com a estampa de uma banana e a frase #SomosTodosMacacos. O caso aconteceu logo depois de o jogador Daniel Alves sofrer racismo em uma partida de futebol na Europa. Tudo acabou sendo visto como oportunismo pelo grande público. #Entretenimento #Famosos #Televisão