Muitos fãs ficaram indignados sobre uma cena de estupro que ocorreu no episódio passado da série "Game of Thrones", no dia 20 de maio. A cena mostra o estupro da personagem Sansa Stark pelo vilão Ramsey Bolt.

A própria senadora democrata estadunidense Claire McCaskill, fã declarada da série, declarou no Twitter que "Ok, eu desisto de 'Game of Thrones'. Cena gratuita de estupro nojenta e inaceitável. Foi um passeio problemático que acabou de acabar". Mas esta não é a primeira cena de estupro em "Game of Thrones". Num episódio da temporada anterior, Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) força Cersei (Lena Headey) a fazer sexo ao lado do cadáver de seu filho, Joffrey (Jack Gleeson).

Publicidade
Publicidade

O fato do autor George R.R. Martin declarar que "O estupro e a violência sexual fizeram parte de todas as guerras já travadas, dos sumérios da antiguidade aos dias de hoje" só ajudou a aumentar a polêmica ainda mais. Os produtores da série televisiva optaram por não se manifestarem ainda.

A série é baseada na série de livros "A Song of Ice and Fire" (As Crônicas de Gelo e Fogo), escritos por George R. R. Martin, atualmente considerada uma das mais cultuadas nos últimos tempos, embora frequentemente mostra algumas cenas de sexo explícito e violência, e, em vista disso, ganhou classificação de 18 anos no Brasil. Seu primeiro episódio foi transmitido em abril de 2011, e sua média de audiência supera os 18 milhões de pessoas por temporada nos Estados Unidos, sendo atualmente a série de maior sucesso do canal de TV a cabo HBO.

Publicidade

A série caminha entre a fantasia, a aventura e o drama, na qual a terra de Westeros é disputada por nove famílias.

No Brasil, "Game of Thrones" também possui muitos fãs, tanto que em abril do ano passado, os atores Gwendoline Christie e Pedro Pascal, respectivamente interpretando as personagens Brienne de Tarth e Oberyn Martell, foram a atração de um evento promocional da série, no Rio de Janeiro.

O lado bom dessa polêmica é que a maior parte dos fãs e acompanhantes da série repudia a violência, preservando os bons valores morais. #Entretenimento #Televisão #Seriados