Um dos maiores fenômenos de produtos televisivos do exterior e que fizeram sucesso no Brasil é a turma do Chaves e Chapolin. Os seriados escritos pelo saudoso Roberto Gomez Bolaños é exibido desde a década de oitenta, pela emissora de Silvio Santos, o SBT. O menino da vila e o super herói desastrado viraram verdadeiros curingas na programação da TV do ex-dono do Baú. Chaves já foi exibido em todos os horários e dias na semana, se a audiência está ruim é ele o escolhido para levantar a moral do SBT.

O que pouca gente sabe é que em pelo menos três oportunidades a Rede Globo de Televisão já tentou comprar o seriado da Televisa, a última delas há pouco tempo, quando o contrato de remakes de novelas do SBT acabou com o canal mexicano.

Publicidade
Publicidade

Na época, a Record chegou a fazer uma adaptação de Rebelde. A Televisa se arrependeu e agora tem até 2019 esse tipo de contrato com a rede de TV de Silvio Santos. Exatamente por isso, foram produzidas Carrossel e Chiquititas. A emissora da família Marinho nega o interesse em Chaves, mas até fontes da própria TV mexicana já confirmaram algumas investidas.

Dede 1984, há 31 anos Chaves pode ser visto no SBT, a primeira tentativa do seriado ser vendido para a Globo teria acontecido alguns anos depois dessa compra, no final da década de noventa. Desde o início, a Televisa só vende os episódios do menino do barril se a emissora que os comprar prometer em contrato que vai mostrá-los em sua programação. Isso acontece como forma de não deixar que a história seja esquecida pelo público e também porque a Televisa ganha dinheiro com licenciamentos de produtos baseados em Chaves.

Publicidade

A segunda tentativa de compra pela TV Globo aconteceu no ano de 2005. Naquela oportunidade, o caso foi noticiado por toda a mídia. Em matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo, o impresso afirma que a Televisa havia triplicado o preço do produto audiovisual e que o SBT estaria com dificuldades financeiras para fazer a aquisição. Naquele período, a Rede Globo teria oferecido 15 milhões de reais anuais só para ter o produto. No entanto, a ideia do canal era não exibir Chaves, mas só tê-lo como forma de impedir que seu concorrente crescesse em audiência.

O canal carioca sempre negou o interesse e não confirma essas informações. #Entretenimento #Famosos #Televisão