Um dos maiores nomes da MPB moderna, Seu Jorge causou polêmica em entrevista, afirmando que "favela não é lugar para ninguém" e abordando diversos assuntos controversos.


No ano de 2012, o músico se mudou para Los Angeles. Em visita recente ao Brasil, ele conversou com a revista Rolling Stone, onde falou sobre vários temas.


Questionado sobre o motivo de ter se mudado para o exterior, ele afirmou buscar maior tranquilidade, ter uma vida normal com sua família, ter a liberdade de passear com suas filhas sem um maior assédio e preocupações com segurança.


Então, falando sobre vida nas favelas, ele afirmou:


"Favela não é lugar para ninguém. Favela não é legal. Não tem segurança, não tem saneamento, não tem hospital, não tem porra nenhuma. Favela só sofre preconceito. Eu quis sair mesmo. Eu não quis ficar enterrado na favela. Nasci lá, mas não quis ficar enterrado lá. Favela não é meu mundo, meu tudo, porra nenhuma. A favela é o abandono que o governo deixou pra gente. E hoje eu não quero tocar na favela para não me envolver com tudo que está errado lá dentro."


Continuando, o músico falou que não pretende se apresentar em favelas enquanto estas forem dominadas por traficantes ou milicianos, pois não se envolveria e não aceitaria dinheiro destes.


Ele também afirmou que foi morador de rua, sem nenhum dinheiro e que conseguiu morar nos Estados Unidos após seu próprio esforço, fazendo referência a críticas sobre o assunto.


Seu Jorge afirmou que a política brasileira passa por uma crise de identidade muito grande, fazendo com que o país não atinga seu imenso potencial. Ele criticou as contas do atual governo, falando que o Brasil precisa de medidas eficazes, como a diminuição do número de ministérios e também de gestores mais sérios.


O músico também falou sobre a classe política norte-americana. O brasileiro elogiou o presidente Barack Obama por ter se envolvido em questões como a relação dos EUA com Cuba, a retirada de soldados do Afeganistão, do Paquistão e do Iraque, a questão Rússia e Ucrânia, os planos de saúde e outros temas. Prevendo que a democrata Hillary Clinton seja a próxima presidente do país, o artista afirmou que isto serve de incentivo para que suas filhas percebam a crescente importância das mulheres no mundo.
#Entretenimento #Música #PT