Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília, Tatiana Flores logo ganhou destaque na #Televisão. Começou sua carreira no vídeo ainda em 1999, na TV Globo local. Cinco anos depois passou a apresentar o quadro 'Diversão e Arte' do 'DFTV 1ª Edição'. Tanto destaque na Globo fez com que a repórter recebesse o convite de ficar a frente de um novo projeto da TV Record em 2006, o 'DF Record'.



No canal de bispo Macedo também ancorou o 'Fala Brasil' de sábado e programas na Record News. No entanto, em 2013 após desentendimentos com a Record, ela acabou se desligando do canal e se mudando para o Rio de Janeiro. A jornalista decidiu entrar na justiça contra a afiliada da rede de TV. Na época, ela tinha um contrato de PJ, mas alegou nos tribunais que tinha jornada de trabalho e que, portanto, era uma funcionária como qualquer outra.


O caso caiu nas mãos do juiz Jonathan Quintão Jacob e foi julgado na 17ª vara do trabalho de Brasília. Tatiana Flores alegou que tinha uma jornada de trabalho a cumprir, que recebia ordens e que foi maltratada muitas vezes. A jornalista também disse no processo que era proibida de falar ou reclamar sobre qualquer coisa dentro do canal. Procuramos a profissional para comentar o caso, mas depois de 48h de espera ela não havia ainda se pronunciado.

Uma das testemunhas da apresentadora no caso foi a maquiadora Adriana Silva.

Publicidade
Publicidade

Segundo Adriana, ela viu a repórter chegar chorando na maquiagem dizendo que havia sido chamada de burra por Elma, uma de seus chefes. Elma também teria tido esse tipo de conduta outras vezes, mandando, por exemplo, Flores não "enrolar" para fazer gravações no estúdio e falando em um tom alto.

A justiça acabou julgando a Record culpada e em oito de maio publicou o despacho com a atualização do valor que a profissional receberia de indenização. Segundo o documento recebido por uma fonte que preferiu não se identificar, a quantia foi de R$ 841.000,00. O valor líquido do montante, no entanto, seria um pouco menor, cerca de R$ 566 mil. Em abril, a emissora fez o primeiro depósito da indenização, com pouco mais de 30% do valor total,  um pouco mais de R$ 357 mil brutos.  #Entretenimento #Famosos