Todos os anos a Revista Forbes faz uma lista onde mostram as 100 mulheres mais poderosas do mundo. A lista leva em consideração mulheres no meio político, empresarial entre outros, e não só as rainhas do #Entretenimento.

A primeira da lista é Angela Merkel, chefe de governo da Alemanha, que lidera a lista a cinco anos consecutivos. A presidente Dilma Rousseff aparece em sétimo lugar, após cair três posições em relação ao ano passado. Confira:

1 - Angela Merkel - Política
2 - Hillary Clinton - Política
3 - Melinda Gates - Filantropia
4 - Janet Yellen - Finanças
5 - Marry Barra - Automotivo
6 - Christine Lagarde - Filantropia
7 - Dilma Rousseff - Política
8 - Sheryl Sandberg - Tecnologia
9 - Susan Wokcicki - Tecnologia
10 - Michelle Obama - Política
11 - Park Geun-hye - Política
12 - Oprah Winfrey - Mídia
13 - Ginni Rometty - Tecnologia 
14 - Meg Whitman - Tecnologia
15 - Indra Nooyi - Negócios
16 - Cristina Fernández de Kirchner - Política
17 - Irene Rosenfeld - Negócios
18 - Ana Patricia Botín - Finanças
19 - Abigail Johnson - Investimentos
20 - Marillyn Hewson - Manufatura
21 - Beyoncé Knowles - Celebridade
22 - Marissa Mayer - Tecnologia
23 - Helen Clark - Filantropia
24 - Safra Catz - Tecnologia

25 - Angela Ahrendts - Tecnologia

26 - Ellen Kullman - Negócios

27 - Michelle Bachelet - Política

28 - Anna Wintour - Mídia

29 - Ursula Burns - Tecnologia

30 - Arundhati Bhattacharya - Finanças

A cantora Beyoncé Knowles foi a primeira celebridade da lista, assim sendo nomeada a cantora mais poderosa do mundo.

Publicidade
Publicidade

Em seguida aparecem nomes como a atriz Ellen DeGeneres em 50º lugar, a atriz Angelina Jolie em 54º lugar, a cantora Taylor Swift em 64º lugar e a também cantora Shakira Mebarak em 81º lugar.

Listas como essas são importantes para valorizar o trabalho das mulheres que muitas vezes são taxadas de coisas um tanto absurdas pelo sexo e mostrar que todas são capazes de realizar trabalhos incríveis. 

Mulheres como Beyoncé e Taylor Swift são inspiração para muitas pessoas, são exemplos, e merecem estar na lista, assim como Angela Merkel, que tem seu trabalho reconhecido por todos. A diferença em área de trabalho não muda a competência e dedicação delas, e mostram que mulheres podem ser bem sucedidas em qualquer cargo. #Famosos #Televisão