Comercial com Preta Gil gera polêmica nas redes sociais.

Em tempos de mundo digital, caiu na rede é peixe. Ninguém, nem nada, passa batido nas redes sociais. Recentemente, o alvo de internautas mais conservadores foi a propaganda de O Boticário, para o dia dos namorados. O vídeo que vem sendo veiculado na TV, mostra quatro casais, sendo dois homossexuais, se arrumando para o encontro com seus namorados. A marca foi atacada em sua página do Facebook e no Youtube, além de ter sido denunciada ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária).

Dessa vez, o " mimimi " vai para a publicidade da empresa farmacêutica Sanofi, mais especificamente, para o analgésico Novalfem, destinado às dores femininas, como cólicas menstruais, dores de cabeça e enxaquecas. A divulgação do medicamento acontece, exclusivamente, nas redes sociais e tem como garota-propaganda a cantora Preta Gil. Na página do Novalfem, Preta canta "Sem mimimi". O vídeo sugere que a mulher moderna, não tem tempo para "mimimi", toma o remédio, vai para a balada e não interrompe a vida por causa de uma dor.

As mulheres consideraram que a propaganda é ofensiva, desrespeitosa e infeliz. Menospreza a dor e o estado físico e psicológico delas, quando sentem cólicas menstruais e que por vezes, as impedem de trabalhar. Questionam a agência de publicidade, responsável pela campanha, se havia alguma mulher envolvida no processo de criação.

O resultado da revolta feminina é uma enxurrada de comentários, protestos e mensagens de repúdio, no Facebook e no vídeo no Youtube. As mais exaltadas pedem que a campanha seja suspensa, e que seja denunciada ao Conar. No meio do turbilhão de ataques à marca, nem Preta Gil escapou. Vários internautas criticaram a filha de Gilberto Gil.

Conforme divulgado no site G1, a Novalfem pediu desculpas pela impressão causada pela propaganda, e afirma que entende que algumas doenças causam dores fortíssimas e que dor é coisa séria. Declarou ainda, que a expressão " mimimi " não é a dor, e sim uma releitura da sensação de desconforto, causado pela dor. E que o objetivo da campanha é atingir pessoas com dores leves e moderadas.

Também a agência de publicidade divulgou , na sua página, que em nenhum momento teve a intensão de ofender ou minimizar o sofrimento das mulheres. Tanto a marca quanto a agência prometem reavaliar a campanha. #Famosos #Televisão #Comunicação