A internet parou na tarde desta sexta-feira, 19, após um áudio do programa apresentado por Ricardo Boechat na rádio Band News ir parar no Youtube. O profissional da mídia respondeu a um tweet do pastor líder da Igreja evangélica Vitória em Cristo mandando esse ir procurar uma "ro**". O jornalista não conseguiu se segurar e ainda chamou Malafaia de homofóbico, pilantra, idiota, charlatão, dentro outros adjetivos nada positivos. O contragolpe do religioso foi dado na internet e Malafaia prometeu uma reunião com Johnny Saad, onde deu a entender que pediria a cabeça do âncora do 'Jornal da Band'. Mais tarde em vídeo, Malafaia desafiou Boechat a falar tudo que pensa na frente de um juiz. 

Malafaia argumenta no vídeo publicado em seu canal no Youtube que Ricardo Boechat fez uma acusação leviana e séria dizendo em seu programa que pastores evangélicos estão incentivando o ódio religioso em seus cultos.

Publicidade
Publicidade

O pastor lembrou que desafiou o profissional a um debate, mas segundo Malafaia, este não teve nível suficiente para seguir com o diálogo. "No microfone é molinho, Boechat, quero ver diante do juiz", disse o polêmico religioso ao falar que levará o caso à justiça. 

O líder da Igreja Vitória em Cristo chamou o episódio de baixaria e que Ricardo Boechat seria uma figura parcial no jornalismo. Para o pastor, o repórter pecou também em não falar sobre a intolerância vista na parada gay contra grupos evangélicos. Malafaia fez mais ameaças e disse que o povo saberia agora quem é o jornalista da TV Bandeirantes. "Pesquisa na internet para saber porque ele foi demitido do jornal O Globo, aí vocês vão saber quem tem caráter ou não", esbravejou no vídeo.  

Assim como Ricardo Boechat, Silas disse não ter medo de seu opositor e disse que não faria o debate com o profissional em um programa de TV, mas sim diante de um juiz.

Publicidade

"Senta na mesa comigo que eu vou te engolir, você não tem argumentos", disse Malafaia. Ele ainda exibiu em seu canal o áudio que repercutiu bastante nessa sexta. Até o momento o Grupo Bandeirantes não se pronunciou sobre o episódio e sobre a hipótese de demissão do profissional.   #Entretenimento #Famosos #Televisão