O assunto, que nunca deixa de ser destaque, é a obesidade. Ela acontece sempre que a pessoa abusa e se torna desregrada e consume de alimentos inadequados. As razões podem ser ansiedade, depressão ou simplesmente uma fome não controlada. Existem formas simples de evitar estas situações e que podem ser desenvolvidas pela própria pessoa.

Você passou na frente de um espelho de corpo inteiro. Uma rápida olhada lhe mostrou que existem algumas gordurinhas fora do lugar. Imediatamente você se sentiu inchada, mal dentro de suas roupas, olhando para cada parte do corpo, para ver se havia algo rasgado. Ato contínuo você saiu correndo da frente daquele que não sabe mentir (tal e qual o espelho da bruxa malvada).

Publicidade
Publicidade

Acalme-se. Se você ainda não tinha sido chamada de obesa, tudo pode ter solução. Se as pessoas ainda viram a cabeça para trás quando você passa melhor ainda. Tudo pode não passar de um processo passageiro de retenção de líquidos. Existem pequenos truques, que a vovó já utilizava, desde que você era criança. A primeira recomendação é tomar aquele chá amarelo, mas amarelo mesmo, não aquele amarelo desbotado. Ele será rico em ácido gálico que além de limpar o organismo impede a retenção de líquidos.

Se o espelho, na frente do qual você tem que passar todos os dias, ainda não lhe mostrou a silhueta desejada, vamos buscar outra solução: esconda o saleiro e não tome refrigerantes, nem aqueles dados como light. Até com a marca de água mineral é preciso ter cuidado. O sal retém líquidos.

Vamos procurar o caderninho da vovó.

Publicidade

Perdido em algum lugar você irá encontrar com letrinha miúda escrito - para combater obesidade, nada melhor que um chá de hibisco, ele também pode ajudar, pois também elimina líquido. Dê uma voltinha pelo quarteirão. Se você tem seu cachorro de estimação aproveite para que ele também perca algumas gramas. Ande, ande e ande. Se for preciso leve uma garrafinha de água torneiral, passada pelo filtro ou fervida (uma marca sempre disponível).

Passou novamente em frente ao espelho acusador e não notou mudanças. Vamos partir para os exercícios físicos. Nada de ir para a academia, gastar e voltar "quase morta" de tanto malhar. Um banquinho é o suficiente. Suba e desça. Se for uma cadeira segure no espaldar e fique na ponta dos pés, repita a operação diversas vezes. Tome água, tome água, tome água. Um paradoxo? Não é isso mesmo, quando mais água você utilizar para hidratar seu corpo, menor será a retenção de líquidos.

Passou novamente em frente ao delator e nada mudou. Olhe para sua alimentação.

Publicidade

Transforme os seus deslizes em uma alimentação equilibrada e com pouco gordura. Espere alguns dias. Não fique indo até a porta onde está o delator. Nem o mundo foi feito em um dia e nem você vai perder sua barriguinha no mesmo tempo.

O tempo passou e nada mudou. É preciso lembrar que a obesidade é um problema de saúde pública. Se nenhuma destas medidas diminui seu peso, ainda assim alegre-se, pelo menos algum benefício físico você conseguiu, mas não pare por aí. Procure seu homeopata (para as pessoas que não acreditam não adianta nem tentar. Nesta perspectiva o paciente ajuda somente de acreditar que alguma coisa vai mudar). Se não acredita em sua força, procure uma nutricionista ou uma nutróloga se quiser alguém teoricamente mais qualificado. Só não deixe as coisas como estão, você poderá se arrepender e ser tarde demais (um pouco de medo ajuda). #Beleza #Dicas