Depois da declaração que a globo faz tudo melhor que os outros, no seminário da responsável pela premiação do Emmy, o diretor da emissora, Carlos Henrique Schroder, seu diretor-geral reconhece que alguma coisa da trama não funcionou, ao se referir sobre a novela Babilônia. A recusa se tornou quase uma unanimidade nacional e, a partir daí aconteceram brigas nos bastidores. Responsáveis sendo ameaçados e ameaçando largar a produção no meio do caminho, atores sendo ofendidos pela direção da emissora, brigas entre os participantes.

As coisas ficaram mal e ocorreu uma perda da audiência para programas da concorrência, de reconhecida baixa audiência, quando a emissora tinha no ar #Novelas mais chamativas, emocionantes e que atendiam os desejos do público.

Publicidade
Publicidade

A telenovela desagradou a gregos a a troianos.

O bochicho mais recente levou o seu diretor a defender que a classificação indicativa na TV saia do controle do Ministério da Justiça e, ao mesmo tempo negou que a emissora tenha recebido notificações da pasta para modificação do conteúdo, a partir do beijo gay, com que o autor da telenovela esperava cativar os telespectadores. Foi um caso tipico de um tiro que saiu pela culatra. O diretor ressalta que desde o ano de 2001 tramita no Supremo Tribunal Federal uma ação que pede alteração desta lei.

Finalmente parece que a emissora desistiu de encontrar algum culpado pelo fato e admite que alguma coisa deu errado. Schroder admite o erro ao dizer: "a gente fez muitas reuniões de avaliação. Tem dois fatores: um é claro a novela em si. Alguma coisa da trama não funcionou, óbvio.

Publicidade

Mas, ao mesmo tempo, teve uma mudança com a estreia de os Dez Mandamentos e com a novela infantil que a SBT colocou no ar". Isto, reconhecido textualmente nas palavras do diretor-geral da emissora, revela uma "humildade" que a emissora nunca teve.

O que foi dito estabelece o mérito das outras emissoras ao escolher a programação. A fragilidade do enredo e o mérito da concorrência foi textualmente reconhecido. A telenovela deve ter diminuída a sua duração inicialmente prevista e algo de impacto deve ser colocado em seu lugar. O anúncio que poderia ser uma novela com tema religioso, deixou algumas pessoas incrédulas. A outra emissora, ao contrário da Globo, é confessional, mas a emissora do plim, plim, é uma legítima representante do capitalismo selvagem. Algo não combina nesta proposta. #Entretenimento #Televisão