"Sim, eu aceito", é uma das frases mais repetidas por diversos casais. Expressão esta que se refere a uma das instituições mais antigas conhecidas - o casamento. Alguns falam que o relacionamento amoroso tradicional entre duas pessoas, consagrando os votos de "viveram felizes para sempre" está em crise; entretanto, o casamento reúne todo um glamour e romantismo, que vão desde questões sentimentais até culturais.

O fenômeno casamento, não deixou de ser registrado em canções, na literatura mundial e consagrado no #Cinema. E por falar em cinema, foi lançado em 2002 nos Estados Unidos, a comédia romântica com o título "My Fat Greek Wedding", sendo este #Filme batizado no Brasil de "Casamento Grego", um dos filmes mais lucrativos de todos os tempos na história do cinema - custou meros US$ 5 milhões, rendendo mais de US$ 360 milhões - e na ocasião recebeu uma indicação ao Oscar, na categoria de Melhor Roteiro original.

Publicidade
Publicidade

Com a migração grega para os Estados Unidos, muitos desses imigrantes por lá fizeram a vida e constituíram as suas famílias. E é justamente em uma típica grande metrópole americana, Chicago, que a estória se desenrola, com a personagem Toula Portokalos (Nia Vardalos), Grega com 30 anos de idade, que ganha a vida trabalhando no restaurante familiar, o Dancing Zorba's. O pai dela, Gus (Michael Constantine), considerava a filha um pouco desengonçada no dia a dia e ultrapassando a idade "ideal" para se casar, ou seja, o grande sonho de Gus era vê-la casada, mas só com um outro patrício. No contexto do filme, a mãe de Toula convence ao pai de que a moça deve fazer aulas de informática, e assim se inicia uma grande metamorfose em que a atriz cuida mais do visual.

As mudanças não param por aí: Toula toma a decisão de abandonar o serviço no restaurante e começa a trabalhar na empresa de turismo da tia e lá por coincidência, ela reencontra Ian Miller (John Corbett), um professor colegial, frequentador do restaurante do pai dela.

Publicidade

A paixão entre ambos é imediata e começam a namorar as escondidas porque Miller é inglês. A #Família da moça descobre o relacionamento do casal e o pai necessita aceitar o rapaz, o namorado precisa aceitar as tradições gregas, entre outras mudanças na vida de ambos e dos familiares.

Pensando na continuidade deste sucesso cinematográfico, a Universal Pictures acordou com as produtoras Gold Circle, HBO e Playtone para que comecem a produção de "Casamento Grego 2" com os mesmos protagonistas Nia Vardalos (que assim como no 1º filme, também assinará a 2ª sequência) e John Corbett. A trama revelará como se encontra o casamento de Ian e Toula mais de dez anos depois de acontecido e um segredo familiar unirá os barulhentos e engraçados Portokalos outra vez em um novo e ainda mais espetacular casamento. Treze anos após o primeiro filme, Nia escreve a continuação da história de Toula, Ian e da grande família da protagonista, provavelmente se focando na vida do casal com os filhos.

O longa 'My Big Fat Greek Wedding 2', ou 'Casamento Grego 2', já conta com estúdio e diretor.

Publicidade

O filme será dirigido por Kirk Jones que também participou em outros filmes como: O que Esperar Quando Você Está Esperando? e Nanny McPhee, a Babá Encantada.



A previsão é de que as filmagens se iniciem em 2016. O orçamento da sequência e outros detalhes técnicos ainda não foram revelados à imprensa, mas se o 2º filme, repetir a dose de graça e simpatia da 1ª produção, provavelmente será um outro sucesso de bilheteria e público.