Mais um boato assolou novamente as redes sociais sobre a morte de #Famosos. Dessa vez a vítima foi o humorista Renato Aragão, líder do extinto grupo cômico "Os Trapalhões". Enquanto a notícia era divulgada, ele recebera vários telefonemas de pessoas próximas e da imprensa num momento em que se encontrava num restaurante com os filhos, assustado com a notícia, deixara claro que estava vivo.

Numa declaração à imprensa, sua esposa Lilian mostrou toda sua indignação com o maldoso boato: "Ele está bem, muito vivo, ao lado dos filhos. Eles sempre se encontram uma vez por semana. Infelizmente, de vez em quando aparecem esses boatos. Mas não pode ficar impune. O Renato possui bons advogados e já os acionou para que se descubra quem espalhou isso. Hoje em dia, dá para rastrear tudo".

Publicidade
Publicidade

Uma página de luto foi criada no facebook para homenagear o artista. Nela aparecem posts como se tivessem vindo em mensagens captadas por médiuns em sessões espirituais. Uma delas é sobre a história que Renato Aragão teria demitido um motorista que o chamara de "Didi", nome do personagem criado pelo próprio humorista para protagonizar seus filmes e programas.

Outra é sobre uma lista com sete tipos de pães que existem no céu, para onde supostamente fora o humorista após seu falecimento, e um post de sua filha Lívian intitulado "Lívian Aragão fala sobre morte do pai, Renato Aragão". Alguns posts absurdos com a foto de Aragão e as mensagens de "descanse em paz" e "luto eterno" também fazem parte do site.

A falta de respeito para com a vida do humorista parece não ter limite, que realmente foi ultrapassado num post que mostra a imagem do humorista montada dentro de um caixão, tendo ao fundo um cemitério.

Publicidade

Mais do que um absurdo, trata-se de uma desumanidade com um ser humano.

Não faz muito tempo que o humorista tem sido protagonista de boatos sobre seu suposto mal humor. Ele teria destratado um carteiro que, ao chegar à sua residência para entregar uma correspondência, o vira na varanda da entrada e o chamara de "Didi", e Renato Aragão teria dito que não lhe dirigisse a palavra, e que o tratamento para com ele é "Dr. Renato".

Outro episódio não confirmado teria sido num shopping no Rio de Janeiro. Descontente com o serviço do manobrista, o humorista Renato Aragão teria pedido a demissão do funcionário encarregado, depois de ter havido um suposto atraso na entrega do seu carro.

A verdade mesmo é que a saúde de Renato Aragão, de 80 anos, não anda bem desde o ano passado, quando sofreu um enfarte durante a festa de aniversário de 15 anos de sua filha, Lívian, embora tenha passado por um acompanhamento médico. Mas depois de todos estes fatos não confirmados, há pouco tempo ele abriu as portas de sua mansão para uma reportagem da Revista QUEM, e em edição posterior, a mesma publicara um artigo sobre o humorista que, como uma pessoa desconhecida, estava na fila de ingresso para um cinema na Barra da Tijuca, clicado por um paparazzo e até acenando simpaticamente para a câmera.

Publicidade

Para a alegria de seus fãs, Renato - Didi - Aragão está vivo. #Televisão