No dia 29 uma informação do portal R7 foi amplamente noticiada pelos meios de comunicação. De acordo com uma reportagem do portal ligado à Record, o produtor de eventos Agnaldo Santos Pereira Junior, também conhecido como Junior de França, usaria o nome da emissora de Edir Macedo para obter vantagens, como ficar com modelos que estão em busca da fama. Nesta sexta-feira, 31, conversamos com o profissional, que negou as informações e disse que sua vida foi devastada. Junior revelou também que está sendo perseguido e sofrendo ameaças. 

O caso ganhou destaque depois que a modelo Alana Pereira, musa do clube de futebol América de Natal, contou ao R7 que estava recebendo propostas para ir à cama com o produtor.

Publicidade
Publicidade

O site disse ter acesso a áudios que comprovariam o fato. Junior disse que é homem e solteiro. Ele também revelou que a modelo teria falado besteiras com ele por telefone e que teve um relacionamento duradouro com sua última namorada, tendo ficado com ela por mais de dois anos.

"Estou sendo ameaçado constantemente por várias pessoas. Estou em um local que não revelei a ninguém. A Rede Record passou meu telefone ao pessoal da escola de samba Vila Maria, a qual a Alane Pereira é musa", revelou Junior ao relatar está com medo da proporção que tomou o caso. Ele também disse que já entrou em contato com sua advogada, que está analisando que medidas cabíveis tomar sobre o caso. 

Para o produtor de eventos, a matéria do R7 foi para favorecer Alane Pereira, ajudando assim ela a aparecer na mídia.

Publicidade

Segundo Junior, ele teria tido no passado uma desavença com o jornalista que teria produzido a reportagem, Danilo de Carvalho. Carvalho também seria hoje o atual assessor de Alane, que deixou o staff da 'Absolute Eventos'. "As declarações da matéria são falsas, eu não dei minha versão. Tudo manipulado por Danilo Carvalho e Alane Pereira", revelou o profissional. 

Junior de França também afirmou que nunca aplicou nenhum golpe em ninguém. "Desde quando eu apliquei algum golpe, como diz na matéria. Em nenhum momento tem algum boletim de ocorrência aberto em meu nome por aplicar golpe em alguém. Tenho a prova da minha advogada que esta cuidando do caso. Que consultou qualquer crime praticado por mim contra alguém. Tenho apenas dois processos ambos: um contra mim por desacato de autoridade e um a meu favor, ambos arquivados sem julgamentos", nos contou o produtor. 

O profissional se disse um cara do bem, que sempre trabalhou com teatro e que ajuda projetos solidários, como a campanha do agasalho. Ele ainda disse que deseja felicidades e sucesso para a modelo Alane Pereira.  #Entretenimento #Famosos #Televisão