Kim Kardashian é uma personalidade da telinha. Suas atividades englobam ser empresária, modelo, produtora, estilista, apresentadora e atriz. A garota teve seus momentos de glória. Foi ao postar um vídeo de conteúdo erótico com seu namorado. Eles foram aproveitados e estendidos. Ela foi assunto da edição de julho de 2015 da revista Rolling Stone. Foi uma entrevista intimista onde abriu seu coração e contou alguns segredos. Satisfazer os fãs é obrigação dos famosos. Outros segredos já foram revelados em ocasiões anteriores.

A resposta a cada pergunta era antecedida por um sorriso cativante. Ser feminista foi a primeira revelação.

Publicidade
Publicidade

Surpreendeu a declaração que sempre quis ser uma esposa, ao falar sobre seu primeiro casamento com Damon Thomas (2000), de quem se separou três anos depois. Também revelou sua gravidez do segundo filho de seu marido atual, o rapper Kannie West. Entre sorrisos, foi revelado o medo que teve ao encontrar seu padastro, conhecido como Bruce na época, com roupas de mulher. A empresária se revelou descolada com relação à este assunto.

Na revelação das conversas que teve com Paris Hilton, de quem é amiga, comentou que não adota o mesmo comportamento de não utilizar roupas íntimas para satisfazer os paparazzi e se revela econômica com o tamanho das que utiliza. Ao contrário do que pensam outras artistas, a garota revelou que não se importa com os "pensamentos sujos" que outras pessoas tem quando a veem ou pensam nela.

Publicidade

Ela comentou ter participado de algumas reuniões sobre o caso OJ, quando do assassinato de Nicole Brown Simpson. Revelou alguns nomes de participantes destas reuniões: Johnnie Cochran e Robert Shapiro, entre outras pessoas. Mas não quis de prolongar sobre o assunto, considerando como episódio encerrado. Com relação a bebidas revelou que só consome socialmente e muitas poucas vezes e abomina o uso de drogas.

Com relação ao que pretende para o futuro, sua declaração voltou a surpreender. Foi revelado seu desejo de deixar um legado. Kim deseja ser lembrada como símbolo sexual e uma mulher de negócios inteligentes, que possa servir como modelo para outras mulheres. Entre sorrisos, a estilista revela que que faz um "tipo" e que ele parece ser do gosto dos fãs. Sobre seu irmão Rob, ela admite que ele bebe e consome drogas, mas não se estende sobre o assunto.

Algumas perguntas, principalmente sobre questões sexuais, não tiveram resposta. A última declaração a identifica como anti-racista. Sua entrevista foi matéria de capa. As vendas da revista devem apresentar bom resultado. Os fãs continuam aumentando. As famosas e, principalmente, belas como a simpática entrevistada, sempre despertam a atenção de pessoas que nelas projetam seus sonhos e frustrações. #Beleza