Uma dos maiores boatos que envolveu a carreira da apresentadora Maria da Graça Xuxa Meneghel voltou à tona nesta segunda feira, 13. Durante o 'Superpop' da RedeTV! a ex-paquita Ana Paula Almeida falou sobre o suposto disco da loira que se tocado de trás para frente teria a voz de satanás. Séria, a mulher que trabalhou com a comunicadora que está prestes a estrear na Record, revelou ainda que a eterna "rainha dos baixinhos" teria ainda mandado colocar fogo em toda a edição do disco que estaria com o suposto encosto do demônio. 

No programa de Luciana Gimenez também estavam presentes outras celebridades que agora viraram artistas gospeis, como a também ex-apresentadora infantil Mara Maravilha.

Publicidade
Publicidade

Rafael Ilha, que já foi até preso, também deu seus pitacos sobre diversas polêmicas. Depoimentos de celebridades que tiveram problemas no passado foram destaque no 'Superpop', como da ex modelo Andressa Urach. 

O programa exibido nesta segunda é na verdade uma reprise. Ele já havia sido transmitido pela RedeTV! em março. A questão sobre Xuxa Meneghel foi trazida por uma assistente de Luciana Gimenez, que disse que essa era uma das maiores polêmicas entre o público evangélico e a apresentadora. Foi então que a ex-paquita confirmou:

"Isso realmente aconteceu e a Xuxa foi procurar de onde estava saindo esse boato. Ela conversou com a Marlene Mattos e ouviu o disco para ver se de fato haveria alguma coisa, alguma voz como se fosse satanás. Foi então quando ela mandou queimar toda a edição daquele disco", revelou a ex-contratada da TV Globo. 

Rafael Ilha parecia o mais sensato do grupo, dizendo que qualquer disco de vinil rodado ao contrário reproduz sons esquisitos.

Publicidade

No entanto, o programa preferiu polemizar e continuou falando como se a aparição do diabo no disco fosse uma verdade quase científica. 

O 'Superpop' deveria ter mais cuidado com o assunto. No passado, Xuxa processou a 'Folha Universal' por o impresso ter afirmado categoricamente que a loira teria feito um pacto com satanás. O episódio quase foi um empecilho para que a mãe de Sasha fechasse neste ano um contrato com a Record. O jornal teve que pagar danos morais no valor de R$ 150 mil. #Entretenimento #Famosos #Televisão