O último capítulo de 'Babilônia' terminou com dois beijos homossexuais. O desfecho da história foi ao ar na noite desta sexta-feira, 28, na Rede Globo de Televisão. O casal gay de mulheres formado por Fernanda Montenegro (Teresa) e Nathália Timberg (Estela) se reatou e selou o amor com um beijo durante um casamento do folhetim. O mesmo gesto foi dado pelo filho de Ivan Lins, Claudio Lins, e por Marcelo Mello Junior, cujo personagem ficou paraplégico na história de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga. Os dois ainda decidiram se casar.

O desfecho para os personagens foi uma "banana" para oposição. Durante toda a novela, 'Babilônia' foi criticada pelos setores mais tradicionais da sociedade.

Publicidade
Publicidade

O Ibope ruim chegou a ser creditado aos personagens homossexuais, o que fez a Rede Globo antecipar a pesquisa com seus telespectadores. No entanto, as donas de casa disseram que não gostavam era da violência exagerada nos capítulos de 'Babilônia'. Apesar das cenas dos beijos homossexuais acabarem sendo críticas do repúdio, a audiência não empolgou nem mesmo no último episódio.

Chegou a ser divulgado através da coluna do jornalista Flávio Ricco do UOL que existia uma expectativa para 40 pontos nesse último capítulo. O que se viu, entretanto, foram números bem distantes disso. O último capítulo da história deve fechar abaixo dos 35 pontos, meta para a Globo no horário. Ou seja, nem mesmo no desfecho de sua história, Ricardo Linhares, Gilberto Braga e João Ximenes Braga conseguiram a meta. Tenso, né?

Um grupo de parlamentares evangélicos chegou a se pronunciar contra o folhetim através de uma moção de repúdio há meses atrás.

Publicidade

A má fase da novela das nove fez com que ela fosse encurtada. Para compensar, a Globo fez questão de trazer de volta João Emanuel Carneiro, que já na próxima segunda-feira, 31, voltará ao ar depois de 'Avenida Brasil', novamente às nove horas. 'A Regra do Jogo' tem como missão trazer de volta os telespectadores que migraram para os outros canais. Em entrevista ao UOL  #Entretenimento #Televisão #Novelas