A situação do apresentador Jô Soares está ficando insustentável na Globo. Ele não para de perder espaço em sua própria atração. No último mês, a Rede Globo de Televisão decidiu obrigar o humorista a falar menos de política. Isso, no entanto, foi feito de uma maneira sutil. Uma vez por semana o apresentador apresentava o quadro 'Meninas do Jô'. O encontro do humorista com jornalistas era realizado todas as quartas-feiras. Agora Jô precisará fazer o quadro a cada quinze dias. Ele falou sobre isso em seu programa desta quarta-feira, 12, lembrando que algumas colegas estão ficando muito tempo sem aparecer. Uma das que ficou mais tempo sem dar as caras na #Televisão foi Lilian Witte Fibe, que é uma das que mais reclama do #Governo de Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

Embate de Jô com jornalista contrária à Dilma chamou a atenção dos telespectadores

No programa desta quarta, Jô Soares a chamou de "apocalíptica" e que é um homem otimista, dizendo que a presidente #Dilma Rousseff vai conseguir contornar a situação e acabar com a crise que se estabeleceu no país. Apesar de ainda mostrar boa fé com a líder do governo, o comediante fez críticas à presidente, já que ela só agora demonstra querer diálogo com os opositores. Jô também disse que não concorda com as atitudes de Rui Falcão, Presidente do Partido dos Trabalhadores, o PT. Segundo o apresentador da TV Globo, não dá para colocar culpa em tudo o que acontece no país em eventos externos. Jô acredita que o melhor a ser feito é assumir os próprios erros.

Entrevista polêmica gerou repercussão negativa

No dia 12 de junho, Jô Soares entrevistou Dilma Rousseff diretamente do Palácio do Planalto, em Brasília.

Publicidade

Na ocasião, ele foi muito criticado por não ter feito perguntas duras à presidente. As manifestações contra o comunicador eclodiram nas redes sociais e partiram também para o mundo físico. Na rua onde o apresentador mora em São Paulo, pichações ameaçando Jô ganharam destaque em toda a imprensa. Ele lamentou o episódio e voltou a defender a livre manifestação de opiniões.