O VMA 2015 mal terminou e as polêmicas que ocorreram no evento já prometem se estender para os próximos anos. Kanye West, rapper e marido da badalada socialite Kim Kardashian, anunciou no palco da premiação que concorrerá a presidência dos Estados Unidos em 2020.

O rapper disse que é preciso ensinar aos filhos que eles podem ser algo na vida e deixou claro que em 2020 vai defender as suas ideias se candidatando a presidência dos Estados Unidos. A polêmicas envolvendo o cantor envolveram também a cantora que lhe entregou o prêmio honorário do Michael Jackson Video Vanguard, Taylor Swift.

Em 2009, Taylor Swift tinha acabado de receber seu prêmio e estava discursando em agradecimento quando Kenye retirou o troféu e o microfone da cantora e disse que quem merecia ser premiada era Beyoncé e não ela.

Publicidade
Publicidade

A situação causou uma saia justa entre os dois, Taylor ficou sem graça e fontes misteriosas diziam que a relação profissional entre os dois havia sido arranhada para sempre. Para botar um ponto final na história, ainda que de forma simbólica, Taylor entregou o prêmio ao rapper, que a abraçou e agradeceu.

Noite para fazer as pazes e arrumar novos problemas

Taylor Swift e Nicki Minaj já haviam brigado pelo Twitter há algum tempo e usaram o Video Music Awards da MTV para fazerem as pazes durante uma apresentação musical. Nicki recebeu a estatueta de melhor clipe de hip hop por “Anaconda” das mãos de Taylor e aproveitou a oportunidade para alfinetar Miley Cyrus, chamando-a de “vadia” por ter “andado falando dela nas redes sociais recentemente”.

Miley se defendeu dizendo que a mídia costuma manipular tudo o que as pessoas dizem.

Publicidade

Miley Cyrus também apareceu praticamente nua no VMA e fez piadas com drogas e com sexo durante todas as vezes que apareceu no palco para apresentar uma categoria para premiar. A cantora publicou em seu Instagram pessoal uma foto completamente nua em frente ao espelho, cerca de duas horas antes de comparecer ao VMA. Na premiação ela desfilou vários looks super polêmicos. #Entretenimento #Governo #Música