A notícia veio como uma bomba para os fãs de uma das maiores bandas de todos os tempo: a Legião Urbana voltará a se apresentar no próximo mês de outubro, com um substituto do vocalista Renato Russo, o cantor André Frateschi. Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, integrantes da banda, ainda não fizeram o anúncio oficial, mas já estão com tudo pronto, inclusive os ensaios já foram realizados e a turnê está sendo finalizada.

A geração mais nova que nunca teve a oportunidade de ver ao vivo uma das mais consagradas bandas nacionais de todos os tempos gostou da ideia, pois irão ver pelo menos o guitarrista e o baterista original da banda.

Publicidade
Publicidade

Mas e quanto à presença de um novo cantor no lugar do Renato Russo, será que o público de um modo geral vai aprovar? Pelo visto não, pois as críticas já começaram e os legionários de todo o Brasil protestam contra a volta do conjunto, cujo vocalista Renato Russo veio a falecer em 1996.

Outra novidade nesta nova composição é a entrada do Formigão, do Planet Hemp, que assume o baixo. Apesar das críticas, há os fãs que aprovam a ideia e não veem a hora de ver novamente, Dado e Bonfá tocando ao vivo as músicas que marcaram não só uma geração, mas que continua conquistando novos fãs até hoje.

Os ensaios da "nova Legião Urbana", estão sendo realizados no Rio de Janeiro e a primeira apresentação deverá ser para o Fantástico, da Rede Globo. Depois a turnê tem início já com 25 show marcados.

Carmen Manfredini, mãe do Renato Russo, ficou surpresa com a notícia e se mostrou totalmente contra a volta da Legião Urbana, ainda mais com uma outra pessoa no lugar do Renato Russo.

Publicidade

O filho do Renato Russo ficou por um bom tempo como único detentor da marca, mas recentemente, um juiz decidiu que Marcelo Bonfá e Dado Villa Lobos também são detentores da marca "Legião Urbana", pois fizeram parte da banda desde seus primórdios.

A mãe do Renato Russo, disse que não está acompanhando os processos jurídicos sobre quem tem direito ou não à marca da "Legião Urbana", pois é o seu neto, Giuliano Manfredini, filho do Renato Russo, que está responsável por todas estas questões legais.

A autorização para que Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos usassem a marca "Legião Urbana" foi dada em 2014 pela Justiça do Rio de Janeiro. De acordo com a determinação da justiça, eles estão autorizados a utilizarem a marca para fins profissionais, nas atividades como músicos. E para os demais fins, a marca só pode ser utilizada pela "Legião Urbana Produções Artísticas", empresa que é dirigida pelo filho do Renato Russo, Giuliano, que por enquanto não quer comentar sobre a volta da banda, com o substituto para o seu pai. #Entretenimento #Famosos #Música