Somente no Brasil, a Netflix vai faturar mais de R$ 500 milhões em 2015. Estima-se que exista em torno de 2,5 milhões de assinantes da Netflix no Brasil. No mundo, a empresa conta com mais de 62 milhões de assinantes e continua crescendo.

Netflix nos EUA

A empresa vem ganhando cada vez mais o mercado mundial e já se tornou maior que a TV aberta e a TV por assinatura nos EUA. Segundo informações do site de notícias UOL, no último quadrimestre, o valor das ações da empresa subiram consideravelmente e já valem no mercado o equivalente a US$ 32,9 bilhões, tornando-se o serviço de TV aberta mais valioso dos Estados Unidos.

Netflix no Brasil

No Brasil, a expansão da Netflix não é diferente e com o faturamento de mais de R$ 500 milhões previstos para 2015 a empresa ultrapassa o faturamento da Band e da Rede TV, que são a quarta e quinta maiores TVs abertas do país, respectivamente.

Publicidade
Publicidade

O Brasil ocupa hoje o quarto lugar no mundo quando se fala em contratar serviços de vídeo como os comercializados pela Netflix, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

A Netflix vem crescendo de maneira acelerada, o que traz preocupação para os executivos de TV por assinatura, que reclamam da concorrência considerada desleal, e já consideram a Netflix como o "Uber" da TV, fazendo uma alusão ao transporte de passageiros que vem tirando clientes dos taxistas.

A Netiflix é considerada um vilão pelos empresários da TV por assinatura, somente a pirataria é considerada mais nociva. Segundo empresários do segmento da TV fechada, a Netflix não arca com os mesmo impostos pagos pelo setor e oferecem o mesmo tipo de serviço.

Vantagem competitiva

De acordo com as operadoras de TVs por assinatura, a Netflix possui uma vantagem competitiva de mercado, pois tem uma carga tributária menor do que as concorrentes, assim o custo operacional da empresa é em até 50%.

Publicidade

Segundo especialistas em tributação, o serviço prestado pela Netflix é difícil de ser tributado e regulamentado, pois trata-se de uma modalidade denominada 'OTT - Over-the-top', é um serviço oferecido globalmente, que fica em uma "nuvem" e tem o respaldo da liberdade dada pela internet.

Executivos responsáveis pela TV paga afirmam que cumprem aproximadamente 1.600 obrigações tributárias e que geram 135 mil empregos, enquanto a Netflix não precisa cumprir nenhuma destas obrigações e gera apenas algumas dezenas de empregos no Brasil.

Ao que tudo indica, o embate ainda vai longe. Enquanto isso, a Netflix se torna uma opção confortável, que oferece um excelente custo x benefício para seus assinantes. #Entretenimento #Famosos #Blasting News Brasil