A situação ficou feia para o 'Pânico na Band', humorístico apresentado aos domingos. Um dos personagens da atração está dando o que falar. Se trata do 'Africano', personagem interpretado pelo comediante Eduardo Sterblich. 'Africano' está causando polêmica por debochar da cultura negra. O canal recebeu reclamações vindas até de países da África. um jornal angolano repercutiu as cenas preconceituosas no programa da Band e causou revolta. Dessa vez, o canal de Johnny Saad foi denunciado pela Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra. Um ofício foi enviado para a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e aguarda a análise do órgão ligado ao governo federal.

Publicidade
Publicidade

A comissão ligada à Ordem dos Advogados do Brasil, a OAB, reclama do jeito em que o personagem africano é demonstrado no ar. Sterblich vira praticamente um animal ao retratar um homem negro, mostrando que não sabe falar e brincou até com religiões africanas. Não é a primeira vez que o 'Pânico' é chamado de racista. Na época em que fazia paródias do 'Esquenta', o público criticou o humorístico por sempre mostrar negros e pobres desdentados e falando coisas sem nexo, dando a entender que são desprovidos de intelecto.

O órgão ligado à OAB disse que é necessário acabar com qualquer resquício de preconceito em relação à escravidão no Brasil. No documento, é citado que em outros países, como nos Estados Unidos, manifestações culturais racistas também são proibidas. Como exemplo, a comissão citou a "black face", quando atores de teatro se pintavam com carvão e faziam interpretações exageradas nas ruas.

Publicidade

Além disso, no ofício, é lembrado que não se fazem piadas com o holocausto, porque já se sabe que a resposta virá instantaneamente e será pesada.

O presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra, Humberto Adami, disse em entrevista ao jornal Folha de São Paulo em reportagem publicada nesta terça-feira, 11, que muitas vezes a gente carrega esses preconceitos sem nem mesmo perceber. "Os atores fazem as brincadeiras, as pessoas riem e muitas vezes não se tocam que estão sendo racistas", disse.  #Entretenimento #Famosos #Televisão