Saiu hoje o resultado de um processo que vem se desenrolando em uma novela de mais de cinco anos no mundo da #Música. A cantora Shakira foi acusada no ano de 2010 de plágio pela música 'Loca', grande sucesso da artista que virou hit em dezenas de países. A acusação indicava que a música era fruto criativo de um cantor da República Dominicana. Contudo, a loira deu a volta por cima e sambou na cara de quem queria arrancar dela alguns milhões.

Nesta segunda-feira, dia 10 de agosto, um juiz dos Estados Unidos afirmou que o depoimento do cantor dominicano é falso porque ele mentiu no tribunal sob juramento. Segundo a autoridade, a fita cassete que o homem usou para provar o suposto plágio e fundamentar seus argumentos perante o tribunal é falsificada. 

"Houve uma questão básica de fraude em julgamento", explicou o juiz Alvin Hellerstein.

Publicidade
Publicidade

O esclarecimento do caso foi dado em em Manhattan. Segundo a autoridade, Shakira não violou nenhum direito autoral e segue lucrando com a música em todas as mídias para qual ela vender. A gravadora de Shakira, a Sony/ATV Latin e a Sony/ATV Discos, não quis se pronunciar até o momento.

Entenda o caso

No mês de agosto de 2014, o mesmo juiz disse que a versão que Shakira cantava e também uma canção composta por um cantor dominicano conhecido como El Cata não eram originais. A música na qual eles teriam baseado para compor seus sucessos se chamava "Loca con su Tiguere", de Ramón Arias Vásquez, que entrou com processo contra os dois.

A partir das provas apresentadas por Ramón, o juiz Alvin Hellerstein concluiu que as unidades da Sony Music eram culpadas por distribuir as canções que infringiam as duras leis dos direitos autorais.

Publicidade

Quem entrou com processo contra a Sony foi uma gravadora menor, a Mayimba Music. Eles são responsáveis por gravas as músicas de Arias. Coincidentemente, o cantor ganhou fama e notoriedade - e muito ódio dos fãs da Shakira, contudo - por conta do processo aberto em 2012.

Porém, com a decisão final de Hellerstein a partir de evidências trazidas pela Sony Music, o juiz declarou ter "perdido da fé" na palavra do cantor autor da ação contra Shakira. Os representantes da gravadora responsável por Árias não quiseram dar entrevista à imprensa. #Entretenimento #Famosos