A Globo ficou ansiosa para lançar a novela "A Regra do Jogo" pensando que o problema da baixa audiência era a fraca história de "Babilônia". Só que agora a emissora se depara com um grande problema ao descobrir que a nova novela do horário nobre também não consegue a audiência esperada. A emissora já providenciou reuniões com autor e produção, já pediu um estudo detalhado para tentar detectar o problema e até agora nenhuma das mudanças começou a surtir um efeito positivo.

E para piorar a situação de "A Regra do Jogo", o folhetim foi duramente criticado pela Anistia Internacional que divulgou nesta terça-feira (22) uma nota repudiando o capítulo mostrado nesta segunda-feira onde o Romero (Alexandre Nero) consegue entrar em um presídio com uma bomba após dar uma 'carteirada' na segurança!

A bomba estava escondida na mochila e mesmo assim, o canalha conseguiu passar facilmente pelo sistema de segurança porque usou o nome da "Anistia Internacional".

Publicidade
Publicidade

O guarda bem que tentou por várias vezes fazer uma busca em Romero, mas ele alegava que era da Anistia e por isto poderia entrar sem ser revistado.

Bem que o agente fez sua parte e disse que sem ser revistado, nem o papa entraria ali! Só que no final, Romero acabou tendo o seu desejo atendido e usando o artifício conseguiu levar a bomba para dentro do presídio.

Logo depois que a cena foi ao ar, a Anistia Internacional emitiu uma nota repudiando a novela da Rede Globo de Televisão que de forma incorreta usou o nome da Organização, mostrando ao público um fato que não é verdadeiro.

Fazendo-se passar por um membro da Anistia Internacional, o ex-vereador conseguiu entrar com uma bomba dentro do presídio e com isto os presos puderam planejar uma fuga. O serviço foi arriscado, mas rendeu a Romero a quantia de R$ 150 mil e ele ainda ficou bem visto aos olhos da facção para a qual trabalha.

Publicidade

O diretor do presídio, confiando na boa índole daquele suposto membro da Anistia, autorizou sua entrar sem que fosse revistado.

A ONG contestou que, mesmo sendo uma obra de ficção, a novela sempre informa e usando o nome da Anistia Internacional estaria prestando um uma informação equivocada ao público. Ainda de acordo com a Organização, a Globo prestou um desserviço ao mostrar tal cena.

E se esta cena incomodou a Anistia Internacional, várias outras partes da novela já veem incomodando pessoas que atuam como defensores dos direitos humanos, pois o Romero Rômulo utiliza uma ONG que é voltada para os direitos dos presidiários para esconder seus crimes. Atrás da ONG do Romero existe uma enorme atividade criminosa.

E a Globo através da novela "A Regra do Jogo" vem mostrando de forma errada como é o trabalho de quem defende os direitos humanos, principalmente de quem está preso.

A Globo só disse que a novela é uma obra de ficção e que tudo que acontece é apenas uma história. Só que esta história não contribui em nada com o trabalho importante e difícil da Anistia Internacional. #Entretenimento #Televisão #Novelas