Parece que a novela "Os Dez Mandamentos" da Rede Record, exibida no horário nobre da TV brasileira caiu no gosto do público e vem crescendo na popularidade e em audiência. 

A saga bíblica de 150 capítulos, tem por personagem Moisés, HHebreu que, de filho adotado da filha de Faraó, se torna o libertador dos Hebreus (povo de Deus), até então escravos no Egito. A novela que tem um orçamento de R$700 mil por episódio já vinha encostando na Rede Globo, principalmente após o inÍcio das pragas mandadas por Deus ao povo egípcio por adorarem a outros deuses, e para que Faraó concordasse em liberar o povo de Deus para ir ao deserto adorá-lo.

A trama que é transmitida no mesmo horário que o Jornal Nacional e a novela "A Regra do Jogo", estava colada na liderança global que, até então era "inatingível" mas nessa quinta-feira, dia 17 alcançou 20 pontos de média, empatando com a Globo, até que passou a programação da TV de Roberto Marinho e ficou na liderança.

Publicidade
Publicidade

As #Novelas da Rede Globo já vinham sido criticadas pelo público, que têm achado os últimos folhetins "apelativos". 

Foi a primeira vez, em 40 anos, que a Rede Globo perdeu em audiência numa novela principal (em horário nobre) para outro canal exibindo também uma novela. A Globo já havia perdido a liderança numa trama chamada "das nove" na época em que exibia a novela Terra Nostra, no ano 2000, mas nesse caso, para a final do Mundial de Clubes , entre Corinthians e Vasco, exibida na TV Bandeirantes. 

Com uma cidade cenográfica de 7 mil metros quadrados, 28 cenários e 80 atores, a novela tem chamado a atenção e despertado a curiosidade pelos efeitos especiais, principalmente nos momentos das pragas enviadas ao Egito e vem sido estendida pelo bom resultado e até terá em 2016 uma espécie de continuação: a história de Josué, que será o sucessor de Moisés, após a morte do mesmo, ao atravessarem o deserto rumo à terra prometida.

Publicidade

Já a Globo tem aumentado a duração do Jornal Nacional para evitar o confronto direto das teledramaturgias concorrentes.