Vale tudo na #Televisão? O 'Vídeo Show' provou que sim na tarde desta segunda-feira, 21. O programa vespertino que tem em sua bancada Monica Iozzi e Otaviano Costa usou a boa e velha intertextualidade para citar o sucesso da Record, a novela bíblica 'Os Dez Mandamentos', da TV Record. Ao receber Marcelo Serrado travestido de 'Clô', personagem seu de grande sucesso na novela 'Fina Estampa', Monica Iozzi encarnou a rainha do Nilo, que na Record é vivida por Camila Rodrigues e nomeada de Nefertari. Com direito a figurinos iguais aos dos soldados egípcios exibidos no arrasa quarteirão adaptado por Vivian de Oliveira na emissora de Edir Macedo, o programa logo virou objeto de resenhas na internet.

Publicidade
Publicidade

Em um dos momentos, Monica Iozzi em tom de brincadeira disse que o 'Vídeo Show' era um programa sério e não como outros, como o de Sônia Abrão. No mesmo horário, a jornalista Sônia Abrão apresentava ao vivo sua atração, o 'A Tarde é Sua', na RedeTV!.

Vestir Monica de rainha do Egito teve como desculpa o fato do personagem de Marcelo Serrado chamar Christiane Torloni de "rainha do Nilo" em 'Fina Estampa'. O profissional da dramaturgia ainda foi ao programa fazer uma propaganda do filme com o nome do mesmo personagem da novela, que será exibido logo mais em 'Tela Quente'.

"Até a Globo se rendeu ao sucesso da Record? Vivi para ver isso meu Deus. Acho que agora realmente acabou de vez a hegemonia da televisão brasileira", disse um dos internautas. "Ué, o 'Vídeo Show' está fazendo propaganda de 'Os Dez Mandamentos'.

Publicidade

Isso não é jogar contra?" questionou outro telespectador através do Twitter. Certo mesmo é que o momento não passou desapercebido. 

Na redes sociais, entretanto, os internautas não perdoaram o 'Vídeo Show' e disseram que até eles comemoram o sucesso de 'Os Dez Mandamentos'. A novela bíblica já até venceu o maior produto da Globo, o folhetim das nove 'A Regra do Jogo'. Por conta do baixo Ibope, de acordo com a jornalista Keila Jimenez do R7, o grupo de pesquisa da história de João Emanuel Carneiro foi adiantada, mesmo movimento que já tinha acontecido com 'Babilônia'.  #Famosos #Novelas