A Rede Globo de Televisão cometeu um crime histórico nesta segunda-feira, 19, durante o 'Vídeo Show'. O programa do canal da família Marinho exibiu como se fossem dele, imagens de Silvio Santos no final ou início da década de 80. Até agora, pesquisadores divergem sobre de quando seria o conteúdo, mas todos dão certeza de que a TV Globo nunca exibiu o 'Programa Silvio Santos' colorido, como o que foi mostrado na atração comandada por Monica Iozzi e Otaviano Costa. Apenas o último episódio de Silvio Santos no canal foi colorido, mas ele não usava o terno vermelho das imagens.

Em uma pesquisa feita pelo jornalista Maurício Stycer, ele apurou que provavelmente as imagens são da TV Record ou da TV Tupi.

Publicidade
Publicidade

Isso porque o comunicador ficou pouco tempo na extinta emissora, antes de ir para o canal, que hoje pertence ao bispo Edir Macedo. Para quem não lembra ou não sabe, o pai de Patrícia Abravanel já foi dono da TV Record. Ele precisou vender a emissora e optar por ficar apenas com o #SBT, que iniciou suas transmissões como TVS.

Inicialmente, a #Rede Globo deu certeza que não tinha errado ao creditar as imagens, mas depois de tantas especulações, o canal decidiu fazer uma pesquisa mais apurada. Afinal, nem sempre é tão fácil creditar imagens históricas. Nesta quinta-feira, 22, no entanto, o canal da família Marinho deu o braço a torcer e confirmou que errou. A Globo recebeu as imagens para exibir no especial 'TV 50 anos'. 

Cedoc da Globo fez arquivamento errado

O problema aconteceu quando o programa especial foi parar na indexação de arquivos da rede de TV.

Publicidade

"Foi arquivada como se fosse da Globo, já que estavam no especial'', diz a nota do canal enviada pela assessoria de comunicação. As imagens de Silvio Santos de paletó seria mais provavelmente, segundo o canal, da TV Tupi. 

O SBT não quer polemizar sobre o assunto, especialmente porque se tratou de uma homenagem a Silvio Santos. Erros acontecem, seria inteligente se durante o 'Vídeo Show' o episódio ficasse esclarecido e o erro corrigido.  #É Manchete!