A briga entre o #Google e a Daniella Cicarelli ainda continua, no entanto, a multi-nacional norte-americana praticamente já perdeu a batalha judicial. Agora, Daniella e o ex-namorado estão esperando que a Justiça dê o parecer final a respeito do vídeo que foi divulgado no gigante de buscas na internet.

As imagens, que mostram o casal em momentos íntimos numa praia no ano de 2006, foram publicadas no YouTube, o que gerou grande indignação por parte de Cicarelli, que logo entrou na justiça.

O STJ - Superior Tribunal de Justiça - praticamente já deu ganho de causa à Daniella Cicarelli e agora só falta definir mesmo o valor da indenização que será paga pelo Google, podendo chegar a R$ 93 milhões ou até mais que isto.

Publicidade
Publicidade

Na época, o Google não retirou o vídeo do ar e foi aí que começou todo este processo.

Apesar do vídeo ter ficado tanto tempo disponível na internet, só no ano de 2012 é que o Tribunal de Justiça de São Paulo foi favorável à retirada imediata das imagens do YouTube e a pena estipulada para cada dia que a determinação não fosse cumprida foi de R$ 250,00/dia.

Cicarelli informou que o Google, empresa proprietária do site de vídeos, descumpriu a determinação da justiça e por isto o valor ficou tão alto, pois ainda conta com as correções dos valores. Já tem quase 1 década que o flagrante foi registrado e muita gente nem se lembra mais desta história, mas o ex-casal de namorado sempre manteve a esperança de conseguir receber a indenização, pelo fato de terem sido expostos de maneira tão cruel.

Tato Malzoni, ex-namorado de Cicarelli, nem imaginou que aquele dia, enquanto namoravam em uma linda praia na Espanha, alguém pudesse estar gravando e que estas imagens iriam percorrer o mundo pela internet. A cifra milionária precisa ser paga o quanto antes e o Google estará recorrendo o quanto for possível e continua mantendo as mesmas justificativas do início.

Publicidade

Cicarelli e o ex-namorado ainda não sabem como o valor será dividido entre eles, se cada um fica com R$ 46,5 milhões ou se algum deles ficará com uma porcentagem maior. Por enquanto, eles preferem manter o foco na ação judicial para que a justiça defina, finalmente, quanto e quando será o valor pago pelo Google. #Famosos #Blasting News Brasil