E temos uma grande reviravolta no caso Gusttavo Lima e seus ex-empresários. O cantor sertanejo precisou pedir desculpas públicas e na justiça por ter dito que seus empresários o teriam roubado e muito. Nesta sexta-feira, 02, o cantor assinou um ofício pedindo desculpas por ter chamado o ex-empresário de ladrão. A declaração foi dada há exatamente um mês, no dia 02 de setembro. O comentário foi deito durante a coletiva do lançamento de um DVD sertanejo. Na ocasião, Gusttavo disse que era "muito roubado". O advogado do escritório que promovia os shows do profissional da #Música, a Áudio Mix, José da Fonseca, pediu explicações a Gusttavo pelas declarações que deu.

Publicidade
Publicidade

Ele, inclusive, pediu uma retratação pública, que veio só agora. 

De acordo com informações do jornal O Dia publicadas nesta tarte, Gusttavo Lima reconhece no documento enviado à justiça e com firma reconhecida em cartório, que nunca foi roubado por seus antigos empresários e nem pelo escritório que cuidada de sua agenda. Os empresários responsáveis pela carreira de Lima são Marcos Aurélio dos Santos Araújo e Exprudiu. Ainda de acordo com o texto do documento, Gusttavo revela que as contas sempre foram divulgadas todos os meses por seus contratantes. Segundo ele, o fim da parceria teria ocorrido de comum acordo. "O contrato foi desfeito de maneira amigável", diz o texto. 

Cantor evita processo e perder ainda mais dinheiro

Como justificativa para dar as declarações, o cantor sertanejo disse que falou tudo aquilo porque estava com problemas pessoais e abalado psicologicamente.

Publicidade

Com o pedido oficial de desculpas, Gusttavo Lima evita que a Áudio Mix entre com um processo contra calúnia e difamação. Como Lima acusou o escritório de roubo, seria ele obrigado na justiça a provar que de fato foi surrupiado pelos empresários. 

Para se desligar da AudioMix, Gusttavo Lima precisou pagar uma verdadeira fortuna, cerca de R$ 12 milhões. Para pagar a quantia, o cantor precisou até vender alguns bens, como uma mansão e um helicóptero. Que coisa, não?  #Entretenimento #Televisão