Depois que a imprensa noticiou que no ano que vem Jô Soares irá perder alguns dias de seu programa na #Rede Globo de #Televisão, o apresentador passou a ter uma postura mais firme e até faz críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff. Até então, o comediante tentava defender a postura da líder do Partido dos Trabalhadores, o PT. Nesta quinta-feira, 08, por exemplo, o apresentador usou seu programa para reclamar da postura do ministro da justiça, José Eduardo Cardozo. Cardozo teria cancelado uma entrevista a Jô em cima da hora. O ministro disse que não poderia fazer a gravação um dia antes dela aconteceu. Jô não gostou da postura e reclamou do ministro na sua atração.

Publicidade
Publicidade

A declaração vista por muitos como "mimimi" foi dada durante o quadro 'Meninas do Jô', que traz jornalistas para comentar a política brasileira. O canal da família Marinho transferiu a atração de semanal para agora quinzenal. "Ele me disse na hora do jantar que não ia vir", desabafou Jô Soares ao lado das integrantes do quadro. Uma das jornalistas sugeriu que ele não foi ao programa porque poderia cair. O humorista então não perdoou: "me desculpa, se ele tivesse caído, pelo menos ia ter um espaço para falar em meu programa", justificou o famoso que também é escritor. 

Jô tem feito uma série de entrevistas com representantes do governo federal. Em junho, ele esteve ao lado da presidente Dilma Rousseff. Na conversa, Jô pouco fez críticas à Dilma e por conta disso recebeu uma enxurrada de reclamações.

Publicidade

Já em setembro, o comunicador esteve com o então ministro da educação, Renato Janine. O ministro caiu poucas semanas depois da entrevista. 

Em tempo, a informação sobre a mudança no quadro das madrugadas da TV Globo foi confirmada pelo site 'Notícias da TV'. De acordo com o jornalista Daniel Castro, Jô dividirá espaço durante a semana com outro comediante, Marcelo Adnet. O 'Programa  do Jô' deve ir ao ar nas segundas, quartas e sextas-feiras. Já Marcelo Adnet deve ficar com as terças e quintas-feiras. A Globo nega.  #Famosos