Diante do adiamento de Sagrada Família, novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, que foi realocada estrategicamente para depois das eleições de 2016, a próxima novela das 9 da Rede Globo, Velho Chico, de Benedito Ruy Barbosa, Edmara Barbosa e Bruno Barbosa, não possui nenhuma probabilidade de estrear antes da data que havia sido programada para a antecessora: 7 de março de 2016. Isso significa que qualquer notícia de que A Regra do Jogo será encurtada, tal como Em Família e Babilônia, na altura do campeonato, é boato. A sua exibição será encerrada, por sua vez, no dia 1° de outubro.

O diretor da novela Velho Chico, Luiz Fernando Carvalho, de Meu Pedacinho de Chão, já havia selecionado os atores que iriam formar parte do núcleo principal da trama, que inicialmente seria exibida entre 2016 e 2017 na faixa das seis da tarde.

Publicidade
Publicidade

Com a mudança de horário e a antecipação, a agenda de muitos destes nomes tornaram-se incompatíveis, motivo pelo qual, além das baterias de testes já iniciadas, a equipe está refazendo o time montado.

Estes atores do elenco antigo são Antônio Fagundes, Letícia Sabatella, Eriberto Leão, Eliane Giardini, Arthur Aguiar, Chay Suede, Rômulo Estrela, Cássia Kis Magro, Maria Flor, Tarcísio Meira, Marcelo Serrado, Paula Barbosa, Maria Fernanda Cândido, Vanessa Giácomo, Ana Paula Arósio e Irandhir Santos. Por enquanto, o único confirmado na nova montagem do elenco é o ator Antônio Fagundes.

História da novela Velho Chico

Tudo começa em Grotas, cidade fictícia do estado da Bahia, em 1974, quando a Usina Hidrelétrica de Sobradinho, também chamada por Lago de Sobradinho, inunda os municípios do seu entorno, desapropriando muitos moradores de suas terras.

Publicidade

O único beneficiado com essa situação é um poderoso coronel latifundiário.

Uma década depois, no final dos anos 80, este homem entra em conflito com o filho, que será vivido por Antônio Fagundes. A princípio, esse filho, que sucede o pai, apresenta os seus ideais, mas termina se corrompendo pela política.

A trama terá outra passagem de tempo, saltando para o ano de 2016, mostrando os conflitos do personagem de Antônio Fagundes, desta vez com os seus dois filhos, um rapaz e uma moça. O rapaz é um universitário que é contra a transposição do Velho Chico e participa de vários protestos em prol da sustentabilidade.

A moça vai viver um romance proibido com o filho de um rival do pai. A família deste pretendente é quem lidera as manifestações contra a transposição do rio São Francisco, que promete desapropriar os ribeirinhos. #Entretenimento #Televisão #Novelas