Mesmo com milhões de fãs pelo mundo e uma tradição gigantesca aqui no Brasil, infelizmente, não dá mais. Em plena era do HD, o #SBT não pode se dar ao luxo de manter na grade um produto com qualidade de imagem e produção precária no ar, somente para agradar sua audiência.

Mesmo mantendo a vice-liderança de audiência em diversas capitais brasileiras, 'Chaves' não rende praticamente nada aos cofres da emissora, pois a qualidade da imagem e as inúmeras reprises afastam os anunciantes. O sucesso de mais de 3 décadas é inegável, e nunca será apagado, mas certamente o seriado tem mais espaço na TV paga do que em uma emissora aberta, cuja principal missão é informar seus telespectadores.

Publicidade
Publicidade

Por falar em TV paga, contando as exibições no SBT e nos canais da TV fechada, 'Chaves' bate a incrível marca de 5 horas no ar por dia. Até as novelas mexicanas exibidas pelo canal paulista avançaram no tempo, e as imagens borradas e cheias de falhas, típicas das gravações do século passado, se modernizaram e agora são exibidas grandes produções em alta definição de som e imagem.

Chegou a hora de uma grande emissora como o SBT se desapegar dos seriados de Chespirito e investir em conteúdo próprio, como programas de entretenimento, afinal, em dias de semana, nas 24 horas, são exibidas apenas 6 horas, em média, de produções da casa. Hoje, com as plataformas de vídeo ondemand, os telespectadores podem escolher a hora, o episódio e qual tipo de conteúdo quer assistir, e 'Chaves' também acompanhou esse processo, estando disponível na Netflix, junto com seu spin-off, 'Chapolin Colorado'.

Publicidade

Além de tudo, a Televisa cobra um absurdo ao SBT para a emissora ter os direitos de exibir o seriado. Há alguns anos, 'Chaves' quase mudou de casa, indo para a Rede Record e Bandeirantes por causa desses valores absurdos, que, na época, o SBT se propôs a pagar.

O tempo passa, e, infelizmente, o telespectador precisa se adaptar a nova era digital, com superproduções, e se contentar em assistir séries como 'Chaves' e 'Chapolin' em outras plataformas. #Opinião #Blasting News Brasil