"A Dona" já supera a audiência de sua antecessora, "A Usurpadora", e demais telenovelas exibidas na faixa das 17h30 desde que foi relançada em 2013. E que tal saber um pouco mais sobre este grande sucesso das tardes do SBT?

A primeira opção para ser a mocinha da história foi Thalía. Isso mesmo que você leu, a primeira convidada para a história foi a cantora, que estava afastada das novelas desde 1999, quando protagonizou Rosalinda, mas é claro que recusou logo de cara. Logo depois foram convidadas as atrizes Adela Noriega (O Privilégio de Amar, Amor Real) e Silvia Navarro (Amanhã é Para Sempre) e ambas recusaram, e eis que chamaram a atriz e cantora Lucero.

Publicidade
Publicidade

A atriz de início recusou, mas, depois de muita insistência do produtor, aceitou.

  • Paulina Martins X Leda Duran novamente?

Durante as recusas das atrizes, Gabriela Spanic chegou a fazer o teste para a Valentina, mas os diretores acharam que o perfil da atriz se encaixaria mais como a vilã Ivana. Falando em Leda, a atriz Dominika Paleta, lembrada até hoje por seu personagem em A Usurpadora, chegou a ser cogitada para o papel de Ivana. Seria interessante o revival, não seria? Fenômeno de vendas, A Dona é a #Novela Mexicana mais vendida da década, um dos maiores fatores sem dúvidas foi o nome de Gaby Spanic no elenco, afinal era o seu retorno às novelas mexicanas e seria sua primeira vilã desde A Usurpadora.

  • Fenômeno nos Estados Unidos

Apesar da ótima repercussão, ''Soy Tu Dueña'', como é o título original, teve uma audiência tímida no México, fechou na casa dos 26 pontos de média geral, quando a meta era 25.

Publicidade

Já nos Estados Unidos foi um fenômeno de audiência, chegou a alcançar 5,8 milhões de espectadores em vários momentos, segundo o site “Hollywood Reporter”. Com o resultado, a produção ficou em primeiro lugar entre adultos de 18 a 49 anos, uma das faixas de audiência consideradas mais importantes no país. Para isso, “Soy Tu Dueña” bateu o seriado “NCIS: L.A.” e o humorístico “Saturday Night Live”, entre outros. Os maiores picos, é claro, eram atingidos na época de reprise dos seriados, mas seu último capítulo fez história e bateu a casa dos 10 milhões de espectadores, se tornando a novela mais assistida de todos os tempos na comunidade latina. Em 2011, a novela foi comprada pelo maior canal dos Estados Unidos, a ABC, e seria produzido um remake pela atriz Eva Longoria, mas o projeto no momento se encontra engavetado.

  • Dose Tripla

A Dona foi a terceira novela em que Lucero atuou ao lado de Fernando Colunga. A primeira foi "Alborada”, em 2005, quando formaram um par romântico, e a segunda, em 2008, na novela "Amanhã é Para Sempre", desta vez Lucero foi a grande vilã da história, enquanto Colunga fazia o mocinho.

Publicidade

  • Remake

A trama é uma história original de Ines Rodena, famosa autora de várias outras novelas como A Usurpadora, Os Ricos Também Choram, Marimar, etc. Ao longo dos anos, foi ganhando remakes e eis que em 1995, pela primeira vez no México, a história foi produzida com o título de "La Dueña". A trama foi um fenômeno de vendas e em 2001 ganhou um remake no #SBT com o título de ‘‘Amor e Ódio”, protagonizada por Suzy Rêgo e Daniel Boaventura. A versão de 1995, inclusive, foi produzida por Florinda Meza, a 'Dona Florinda' do seriado Chaves.