A modelo e dançarina cearense Ana Carolina de Souza Vieira, de 30 anos, foi encontrada morta em seu apartamento nesta manhã de quarta-feira (4), na Zona Sul de São Paulo, segundo a polícia civil.

Segundo os familiares, a jovem teria vindo pra São Paulo pra tentar a vida como modelo há pouco mas de um ano. Em um grupo da família no WhatsApp, a dançarina chega a dizer que não aguenta mais a perseguição constante do ex-namorado Anderson Rodrigues Leitão, cearense, 27 anos, formado em Administração. Orientada pela família, a dançarina deixou duas fotos de Anderson, uma com óculos e outra sem óculos na portaria do prédio onde morava, proibindo a entrada dele no prédio.

Publicidade
Publicidade

Anderson tentou subir várias vezes mas foi barrado pela segurança. Após muita insistência, Ana Carolina autorizou a entrada do ex-namorado no prédio na segunda-feira (2). Ana foi encontrada morta por estrangulamento por dois zeladores que sentiram o cheiro forte e foram até o apartamento da dançarina, tocaram a campainha e ninguém atendeu. Então perceberam que a porta estava destrancada, entraram e encontraram o corpo em cima da cama coberto.

No prédio, foram encontrados vários incensos. Anderson teria espalhado os incensos para tentar abafar o mau cheiro do corpo da dançarina, pois ele já tinha recebido uma ligação da portaria onde vizinhos já teriam reclamado do cheiro que vinha do apartamento da dançarina.

Após matar Ana Carolina na segunda-feira (2), Anderson teria dormido por dois dias ao lado do corpo.

Publicidade

Em entrevista ao G1, Anderson disse ter tomado veneno de rato para morrer ao lado da ex-namorada.

Anderson deixou o prédio por volta de 10h20 da manhã de quarta-feira (4), afirmam os zeladores. Ele está preso no 95º Distrito Policia no Cohab de Heliópolis. Ele confessou o crime, e vai responder por homicídio e ocultação de cadáver.

Aviões do Forró e bailarina do Faustão

Ana Carolina foi dançarina, há 12 anos atrás, na banda Aviões do Forró, permanecendo na banda pouco mais de um mês. Em junho, por insistência do irmão Julio Vieira, aceitou participar do quadro “Bailarina do Faustão”, para concorrer a uma vaga no balé do programa dominical. Ela chegou na final mas não foi a escolhida. Em nota, a banda Aviões do Forró lamenta a morte da dançarina. #Violência #Casos de polícia