Pamela Anderson é portadora da #Doença Hepatite C há 16 anos. Agora, finamente, parece ter se livrado da doença, e recebeu um certificado de saúde zerado. A atriz de Baywatch usou sua conta no Instagram para compartilhar a boa notícia, conseguida com um novo tratamento aprovado pelo FDA, a agência de saúde americana, feito durante o verão.

"Estou curada!!! - acabei de saber #nomorehepc #thankyou #blessing #family #prayer #live. Eu rezo para que todos que convivem com Hepatite C possa se qualificar ou pagar o tratamento. Estará mais disponível em breve, eu sei que ainda é difícil conseguir... #dontlosehope #itworkedforme #thereisacure #love #happy #americanliverfoundation #celebration #Idontknowwhattodo #iwanttohelp", escreveu Pamela.

Publicidade
Publicidade

A agência americana de saúde FDA aprovou em 24 de julho último, a droga Daklinza (daclatasvir) para uso com sofosbuvir no tratamento de infecções com o vírus genótipo 3 de hepatite C (HCV). Daklinza é a primeira droga que comprovou segurança e eficácia no tratamento de infecções desse genótipo, sem a necessidade de co-administração de interferon ou ribavirin, outras duas drogas aprovadas pelo FDA, também usadas para tratar infecções de HCV.

Hepatite C é uma doença viral que causa inflamação no fígado e que pode levar a diminuição ou falência das atividades do órgão. A maioria das pessoas infectadas com HCV não apresentam sintomas da doença até que o fígado tenha sofrido sérios danos, o que pode demorar vários anos.

Alguns infectados podem desenvolver feridas e cirrose crônica através dos anos, o que pode levar a complicações como sangramentos, icterícia (olhos e pele amareladas), acúmulo de fluídos no abdômen, infecções ou câncer no fígado.

Publicidade

Hoje existem aproximadamente 200 milhões de pessoas infectadas no mundo, no Brasil, aproximadamente 3,2 milhões. Aproximadamente 10% dos infectados com Hepatite C apresentam o genótipo 3.

A doença é transmitida se seu sangue entrar em contato com o sangue de alguém que esteja contaminado pelo vírus. A forma mais comum de pegar esta doença é através do compartilhamento de agulhas ou outros equipamentos utilizados para o uso de drogas injetáveis. Se você é um usuário de drogas, o melhor é que deixe o vício. #Famosos #Medicina