Soraya (Letícia Spiller) pagará caro por suas maldades em 'I Love Paraisópolis', novela das sete horas da #Rede Globo de Televisão que nesta sexta-feira, 06, chega a seu último capítulo. No folhetim, ela foi capaz de fazer ruindades com a própria mãe, interpretada pela consagrada Nicete Bruno. Nem mesmo o seu filho, Benjamin (Maurício Destri) se viu poupado das artimanhas da vilã. Mas isso terá um fim e Soraya vai ter que depender de diversos personagens do folhetim para conseguir viver, até mesmo de sua Nora, Mari (Bruna Marquezine). 

Assim como sua mãe, Soraya vai começar a ter os primeiros sintomas de que adquiriu a mesma enfermidade de sua matriarca, o Mal de Alzheimer.

Publicidade
Publicidade

O problema é que a senhora fofa da novela das sete adquiriu a doença na velhice, enquanto a personagem de Letícia Spiller terá precocemente o Mal de Alzheimer, para o desespero de Benjamin, que fica apavorado e inicialmente acha que é mais um dos planos da megera, que até simulou se separar de Gabo (Henri Castelli) para obter alguma vantagem. 

Os lapsos de memória, no entanto, ficam cada vez mais constantes. A primeira informação importante que Soraya vai esquecer é quem é Ximena (Caroline Abras), mulher que viveu com ela e Gabo uma farsa sobre o fim do relacionamento dos dois. Ximena já pegou o dinheiro do vilão e doou para os moradores de Paraisópolis. Ele tinha medo de ser preso por ser o mandante do sequestro da filha de Margot (Maria Casadevall), que na história tem um relacionamento com Grego (Caio Castro).

Publicidade

Com os esquecimentos, aparecem também momentos agressivos da personagem. Benjamin então decide levar a mãe na única psicóloga da novela, Patrícia (Lucy Ramos), que chegou a ser vítima de racismo pela loira. Patrícia até entrou na justiça contra as atitudes de Soraya, que foi obrigada a prestar serviços comunitários na comunidade de Paraisópolis.

'I Love Paraisópolis' termina como a maior audiência do horário nos últimos dois anos, chegando a médias entre 22 e 24 pontos. Cada ponto representa 67 mil domicílios em São Paulo. #Famosos #Novelas