A crise financeira que afeta diversos setores da economia e da política brasileira também chegou à #Rede Globo de TV. Sua afiliada, a ‘InterTV Costa Branca’, aberta há pouco tempo no interior do Rio Grande Do Norte, foi obrigada a, inicialmente cortar gastos, e em seguida a demitir os seus funcionários e consequentemente fechar suas portas, por conta de uma crise que a emissora  já vinha enfrentando.

A InterTV Costa Branca teve a sua inauguração ainda em Março de 2015 na cidade de Mossoró-RN, e tinha o objetivo de transmitir para o público regional programações que atendessem os interesses locais, mas que também retransmitisse algumas das programações da TV Globo do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

No entanto, não teve o seu sucesso esperado, e alguns funcionários da emissora que passou poucos meses no ar, serão redirecionados para a outra emissora na capital, Natal. Como é o caso da jornalista Sara Cardoso, que fazia um programa jornalístico local, noticiando informações da cidade de Mossoró e também de fatos acontecidos naquela região, conhecido por “RNTV 2ª Edição”, agora extinto.

A notícia do fechamento das portas de uma emissora que era afiliada a Rede Globo de TV foi recebida com susto por muita gente que faz jornalismo, pelo fato de que a TV Globo é um império na área da telecomunicação e jornalismo, e até então a crise que afeta todo o país ainda não tinha sido repercutida com tamanha importância nas telecomunicações.  Principalmente por ter sido uma emissora que não conseguiu se manter, e em pouco tempo teve que fechar as portas.

Publicidade

Isso explicita ainda mais a preocupação com relação à crise que atingia a todos os setores da economia brasileira, e agora também começa a atingir o setor televisivo.

Importante lembrar que a ‘InterTV’, (que abriu uma emissora regional no interior do Rio Grande do Norte), não irá fechar as portas completamente no Rio Grande do Norte, isso porque o fechamento aconteceu apenas na emissora que atuava no interior do Estado. Ela possui sede na Capital, conhecida por InterTV Cabugi. Alguns dos jornalistas demitidos serão redirecionados para continuar seus trabalhos jornalísticos por lá. No entanto, o restante dos demitidos daquela emissora no interior, terão que procurar emprego em outros locais. #Televisão #Crise no Brasil