Essa era para ser uma das semanas mais felizes da vida do cantor sertanejo Gusttavo Lima. Tudo isso porque na última terça-feira o cantor celebrou seu casamento Andressa Suíta. Porém, três dias mais tarde o cantor foi surpreendido com a morte de sua mãe, aos 66 anos. Desde o anúncio da morte de Sebastiana Maria, o cantor demonstrou muito abalo com a morte de sua mãe. 

Ao chegar no velório acompando de sua recente esposa,  o cantor não se sentiu bem. Ele precisou ser medicado e não pôde acompanhar o velório. O sepultamento ficou marcado para as onze horas deste domingo, na cidade mineira de Patos de Minas. 

O cantor chegou à cidade mineira no sábado (19) onde encontrou com a sua família.

Publicidade
Publicidade

 O cantor ficou no velório por apenas duas horas na companhia de seus seis irmãos e de seu pai, todos abalados com a morte da mãe do sertanejo. 

Cantor não consegue ficar no velório

Segundo informações da assessoria do cantor divulgadas no site da Uol,  Gusttavo Lima esteve a todo instante muito nervoso e chegou a vomitar durante o sepultamento de sua mãe.

Sepultamento aconteceu na cidade da família 

Em 2012, o cantor perdeu uma irmã, aos vinte e seis anos de idade. A perda abalou o cantor que era muito ligado a irmã. Dessa vez, com a morte de sua mãe, Gusttavo Lima aparenta uma grande tristeza e muito abalo com a notícia na semana de seu casamento. 

Sua mãe continuará sendo velada na fazenda da família. Seu sepultamento será na cidade de Presidente Olegário, onde também foi seputalda sua irmã. 

O momento é de muita comoção e de dor para o cantor que recebe o apoio e o carinho de seus milhares de fãs, inclusive sua recente esposa. Nas redes sociais milhares de mensagens de carinho e conforto são dedicadas ao cantor que passa por momentos difíceis em sua vida pessoal. 

Sua esposa postou no perfil do seu Instagram uma mensagem de apoio ao cantor com uma foto ao lado da celebridade sertaneja.

Publicidade

O casal não pode curtir uma lua de mel depois do ocorrido. O próximo show do cantor está marcado para vinte e seis de dezembro, em Minas Gerais.  #Religião #Doença