A partir do dia 11 de janeiro do ano novo de 2016, a minissérie "José do Egito" volta à tela da TV Record em formato de novela, na faixa especial das superproduções baseada nas histórias bíblicas.

"José do Egito" também foi adaptada pela autora Vivian de Oliveira, assim como "Os Dez Mandamentos" e "Rei Davi", além desta ter escrito alguns episódios fechados da série bíblica "Milagres de Jesus", que teve duas temporadas. Atualmente, a escritora bíblica foi considerada a melhor autora de novelas de 2015, de acordo com a votação online do "Prêmio TV FOCO".

Grande fenômeno de audiência no Brasil, "Os Dez Mandamentos" quebrou todos os recordes da #Rede Record e trouxe uma enorme repercussão para as outras produções bíblicas da emissora da Barra Funda, principalmente "José do Egito", que conta como o povo hebreu chegou no Egito.

Publicidade
Publicidade

Naquela época, antes de Cristo, o Egito era considerado o reino mais rico e poderoso de toda a terra, por isso que os faraós se julgavam deuses. Era como os "Estados Unidos do século 21", o país mais rico da atualidade.

Até os pais do menino Jesus tiveram que ir para o Egito para fugir do rei Herodes, que mandou matar todos os meninos que tivessem até dois anos de idade. Assim também fez faraó, na época do menino Moisés, que ordenou a morte de toda criança do sexo masculino do povo hebreu.

Para cumprir as Sagradas Escrituras, um livramento divino fez com que o bebê hebreu chegasse nos braços da filha do próprio assassino faraó. Séculos antes de Moisés, o Egito foi, para José, filho de Jacó, um refúgio para escapar da ira dos "meio-irmãos", que por inveja o quiseram matar. Mas graças ao "Espírito Excelente" do jovem José, protagonizado pelo ator Ricky Tavares, foi vendido aos mercadores que o levaram até o Egito, escapando assim da morte.

Publicidade

Já na terra egípcia, José se tornou escravo e, pela sua fé inabalável, chegou a ser o 'governador do Egito". Acima dele, só estava o faraó Apopi, interpretado por Leonardo Vieira, que foi um rei bom e compreensivo. José, já sendo adulto, é protagonizado pelo ator Ângelo Paes Leme. Quando se torna governador, se casa com Azenate, agora interpretada por Maytê Piragibe.

"José do Egito" também fez sucesso fora do país e chamou a atenção dos brasileiros exatamente na TVN do Chile. Mesmo sendo uma emissora do governo chileno que não tem boa audiência, "José do Egito" quebrou esse padrão baixo e alcançou recordes na TVN, feito considerado um "milagre" para muitos chilenos.

Vários episódios da trama de Vivian de Oliveira garantiram a vice-liderança isolada e, outro dia, José do Egito alcançou a liderança com 14 pontos, deixando a Mega, líder de audiência no Chile, no segundo lugar, com 13 pontos.

No capítulo final exibido na última segunda-feira (28), "José do Egito" ficou com a média de 14,6 pontos, garantindo a vice-liderança isolada.

Publicidade

A estreia de "Os Dez mandamentos", que completou a famosa dobradinha com o final de "José de Egipto" (nome da série no Chile), marcou 13 pontos de média e picos de 16 pontos consolidados, alcançando a liderança logo no primeiro capítulo, em alguns minutos perto da meia-noite.

Na semana a partir do dia 11 de janeiro, "José do Egito" começa com os seus primeiros capítulos, logo após as últimas emoções de "Rei Davi", na faixa nobre da TV Record. #Televisão