O ano de 2015 foi de grandes flores para a emissora de Edir Macedo, a TV Record. O canal colocou no ar um dos seus maiores sucessos dramatúrgicos de toda a história, o folhetim bíblico 'Os Dez Mandamentos'. Com um elenco recheado de atores conhecidos, como Guilherme Winter (Moisés) e Sérgio Marone (Ramsés), o enredo virou uma verdadeira mania nacional. Os altos índices de audiência deram esperança para que a Record criasse um novo horário de #Novelas (o que deve acontecer em 'Escrava Mãe' em 2016), mas o que se viu foi um movimento completamente diferente. No final no ano, a empresa de Edir Macedo decidiu terceirizar toda a sua produção dramatúrgica.

Publicidade
Publicidade

O RecNov, no Rio de Janeiro, passou para as mãos da Casablanca, que gerenciará o espaço pelos próximos cinco anos. 

Com isso, a segunda parte de 'Os Dez Mandamentos' já será terceirizada, diferentemente do que aconteceu com a primeira parte da novela adaptada por Vivian de Oliveira. A nova fase do folhetim deve estrear entre o final de março e início de abril. Até lá, a Record está exibido reprises bíblicas. 'Rei Davi', por exemplo, já exibe os seus últimos capítulos. A próxima trama para o horário é 'José do Egito'. 

A terceirização da dramaturgia provocou centenas de demissões. Muitos funcionários até estão sendo recontratados pela Casablanca, mas para receberem salários bem menores. Com isso, atores e atrizes começaram a temer que a crise também chegasse até eles. Para evitar um debandada de seu elenco, o canal, segundo informações do jornal 'Folha de São Paulo', está promovendo reuniões com grupos de artistas.

Publicidade

O objetivo do canal da Barra Funda é explicar como será o novo modelo de negócio da empresa. Além de, também dizer, que está tudo muito bem e que nada deve mudar para os atores. Muitos deles já recebem por obra, assim como o que acontece na Rede Globo;

As reuniões também servem para que não haja uma rebelião dos #Famosos. O canal explica que está seguindo tudo o que a lei obriga e que não é necessário, por exemplo, ter todos os profissionais contratados o ano inteiro. #Rede Record