Que a #Rede Globo ganha muito dinheiro com a sua programação todo mundo sabe. Além do marketing durante os programas e dos intervalos comerciais, sempre foi de conhecimento público que a emissora vendia os direitos autorais de suas #Novelas para diversos países. O caso mais conhecido e de êxito assustador foi o da novela Escrava Isaura. A novela de época, que contava a história de uma escrava branca, foi vendida para diversos países como, por exemplo, China e Rússia. Incrivelmente, até a Cuba de Fidel não resistiu aos encantos da mocinha sofredora encarnada por Lucélia Santos.

O que não sabíamos até agora é que nossos vizinhos uruguaios estão viciados na dramaturgia brasileira e não desgrudam os olhos da telinha quando se trata de tramas tupiniquins.

Publicidade
Publicidade

Elas chegam a ser tema de debate nas rodas sociais e entre um mate (bebida típica, parecida com o chimarrão gaúcho) e outro se comenta inclusive a vida dos atores globais. Muitos inclusive já vieram ao país divulgar as novelas e passaram a ser ídolos nacionais.

Desde de Selva de Pedras, passando por Vale Tudo, Avenida Brasil e atualmente Império nossos hermanos uruguaios param para ver as historias globais. O rotundo êxito de Avenida Brasil repetiu-se no país vizinho e as cenas com Jorginho (Jorgito, na dublagem para o espanhol) faziam as chicas suspirarem.

Histórias de ficção, lucro real

A venda das novelas, chamadas em Montevidéu também de comédias, é extremamente promissora tanto para a Rede Globo quanto para La Tele, a emissora desse país que compra os direitos autorais. O consumo do produto pelos telespectadores uruguaios é sem dúvida nenhuma muito lucrativo, porque o canal montevideano já conta com a atualíssima Regra do Jogo para estar na sua grade durante o ano entrante. A compra já está efetuada, faltando apenas a dublagem dos capítulos.

Publicidade

Apesar de a balança estar inclinada para o lado brasileiro, o mercado de novelas no Uruguai também apresenta concorrentes: da mesma forma que brasileiros, os turcos  invadiram a televisão Rio-platense, com as novelas Fatmagul e Mil e uma noites, que foram vendidas também para a Argentina. 

Atualmente estão sendo exibidas as duas ganhadoras do Emmy, Lado a Lado e Império. Já passaram por lá este ano Laços de Família (em uma reexibição do tipo vale a pena ver de novo), Viver a vida e Morde e Assopra.