15 anos depois de ir ao ar, a novela das nove 'Porto dos Milagres' ainda provoca polêmicas. De 2001 e assinada por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, o folhetim sofre acusações de duas escritores por um suposto plágio. Em uma reportagem publicada nesta sexta-feira, 22, no TV Foco, a escritora Ione Morais explicou os motivos que a levaram a processar os autores globais. De acordo com ela, 'Porto dos Milagres' seria um plagio da obra 'Seara Santa', o livro também é assinado pela escritora Adelaide Magalhães. As autoras também processam a Rede Globo por conta da semelhança do enredo principal das duas obras, que conta a vida de um pescador devoto de Iemanjá.

Publicidade
Publicidade

O personagem foi interpretado por Marcos Palmeira. 

A Globo já chegou a ser absolvida sobre o caso, mas Ione não esconde sua indignação com a justiça. De acordo com ela, a imprensa noticiou o caso sem ouvir o outro lado. “Os plagiadores são Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, e a Globo veiculando a obra, é corresponsável. Não foram “absolvidos”. Apenas a ação foi julgada “improcedente” em primeira Instância", explicou a escritora. De acordo com ela, o processo pode ter decisão revista no Tribunal de Justiça. O caso está sendo cuidado pelo advogado Edison Faria. 

A escritora comparou a batalha judicial como uma luta entre Davi e Golias, mas que no final a verdade sempre vencerá Ela disse que já chegou a vencer uma sentença do processo, na qual foi dada a improcedência de prescrição da ação.

Publicidade

A autora lembrou que na época era uma dona de casa e que se orgulha muito disso. Segundo ela, houve um esquecimento de que não é necessário ser renomado para ter inteligência criativa. 

Tudo começou, segundo as mulheres que processam a Globo, no ano de 1997. De acordo com elas, ambas negociaram uma novela para ser exibida pelo SBT. Maria Adelaide Amaral teria aconselhado fazer o registro antes de enviar o documento. A autora chegou a pedir apenas uma sinopse e assim foi feito, mas com a extinção do departamento de dramaturgia do SBT, a história ficou perdida, até depois ganhar espaço na Globo. #Crime #Novelas #Rede Globo