A apresentadora Maria da Graça Xuxa Meneghel está vendo mais uma vez o seu nome envolvido em uma grande polêmica. Segundo informações do jornalista Leo Dias do jornal carioca 'O Dia', a polêmica da vez está relacionada ao programa da eterna "rainha dos baixinhos". Um falso produtor, que não é contratado pela emissora de Edir Macedo, a TV Record, tem usado o nome do canal, da animadora e da atração para enganar diversos artistas. O assunto já virou caso de polícia no Rio de Janeiro.

O falso produtor que não teve o nome identificado estaria usando o nome do programa da mãe de Sasha para contratar cantores de funk. Como muita gente tenta virar celebridade da noite para os dias, tem sido fácil para ele conseguir dinheiro em cima do sonho desses artistas.

Publicidade
Publicidade

Dizendo que a Record está passando por um processo de terceirização, que programa da loira está passando para as mãos da Casablanca e que o produto está sem dinheiro, o produtor pede uma quantia "simbólica" de R$ 6,5 mil para cada convidado.

O estelionatário primeiro pede que sejam depositados R$ 4 mil para que haja dinheiro para produzir a apresentação. O restante do dinheiro só é pago depois que os cantores se encontrarem com #Xuxa Meneghel, o que nunca aconteceria. Muita gente caiu no conto do vigário e a situação tem gerado até um "climão" nos bastidores do RecNov, no Rio de Janeiro. Até porque com a mudança de quem manda em quê, até mesmo os próprios funcionários da atração ficam confusos de como fazer esse tipo de trâmite. 

Através de um comunicado enviado ao jornal O Dia, a assessoria da atração de Maria da Graça diz que não existem negociações entre produtores do programa e artistas.

Publicidade

A nota da equipe da apresentadora revela que todas as aparições são negociadas com a gravadora de cada artista. Além disso, a assessoria diz que o tal homem está usando o nome de Xuxa, da Record e do programa sem nenhuma autorização. 

Apesar disso, ele continua solto e enganando mais sonhadores em serem o novo ídolo do funk. Que coisa, não?  #Música #Rede Record