Não tá fácil para a maior empresa da televisão do país. A Rede Globo já começou o ano precisando refazer as contas. Isso porque depois da #Crise econômica que assolou o Brasil em 2015, muitas empresas decidiram economizar no marketing. Com isso, os principais produtos da ex-Vênus platinada perderam seus anunciantes. E olha que no ano passado os três maiores canais abertos do país. Segundo dados ainda não oficiais, a queda no faturamento ultrapassou R$ 1 bilhão, mais do que arrecadou o SBT no mesmo período.

Será que teremos mais baixas em 2016? Executivo da Globo passou a virada de amarelo esperando prosperidade

Por conta das Olimpíadas e dessa queda absurda, a Globo acredita que o ano de 2016 vai fechar no zero a zero.

Publicidade
Publicidade

No entanto, a debandada de anunciantes tem gerado aflição na alta cúpula da emissora da família Marinho. O 'Jornal da Globo' e a novela 'Totalmente Demais', por exemplo, desde o dia primeiro de janeiro, não tem mais seus patrocinadores. O telejornal apresentado pelo jornalista William Waack exibia propagandas do Jeep. Já a trama protagonizada por Marina Ruy Barboa tinha o apoio da Crefisa. Esse tipo de contrato geralmente é anua, por isso, com a virada e a não renegociação, as chamadas desses patrocinadores simplesmente pararam de ser exibidas na programação da emissora. 

Até mesmo o 'Jornal Nacional' teve uma troca. Antes, ele recebia o oferecimento da Sadia. O alto valor pago em 2014 para aparecer como parceiro do telejornal apresentado pelo marido de Fátima Bernardes, William Bonner, seria de R$ 100 milhões anuais.

Publicidade

Como os anunciantes não aguentaram muito tempo, o jeito visto pela Globo foi fazer uma troca e não deixar o 'JN' sem patrocínio. Com isso, a Crefisa deixou o horário das sete horas para anunciar no noticioso. Só não foi informado se a empresa de empréstimos para quem já está devendo também pagou os pomposos R$ 100 milhões ou se houve uma promoção por causa da crise. Ainda assim, no ano passado a queda da Globo foi menor do que da do mercado de comunicação. #Novelas #Rede Globo