Na última semana, a mãe do cantor Cazuza disse que a TV Globo, ao veicular informações erradas e equivocadas sobre a vida dos portadores do vírus HIV na novela Malhação estaria cometendo um grave erro. Lucinha Araújo é presidente da Sociedade Viva Cazuza, localizada no bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro. Por meio do Facebook da organização, ela chamou a emissora da família Marinho de "irresponsável" e disse que a novela 'Malhação' cometeu um grave erro ao dizer que portadores do vírus não podem praticar atividade física, além de outras informações incorretas.

A história mexeu com a internet e, por conta da repercussão, a emissora decidiu mexer seus pauzinhos e mandou para Lucinha uma resposta institucional: um convite para ela conhecer os estúdios da atração.

Publicidade
Publicidade

Segundo a imprensa especializada em telenovelas, o autor de 'Malhação', Emanuel Jacobina, não ficou assustado com as críticas da mãe de Cazuza.

"Pensei muito nas consequências que o tema poderia causar", afirmou o escritor.

Ele ressaltou que foi ele quem escreveu também cenas há 15 anos sobre AIDS com personagens da ficção, buscando desmistificar a doença. Na época, Samara Felippo viveu Éica, que sofria dos efeitos do avançar da síndrome de imunodeficiência.

"Não existe consenso entre os médicos para casos com necessidade de coquetel", defendeu-se.

O autor falou ainda que a crítica veio em boa hora. Ele disse que sabe que o risco de infecção entre soropositivos e pessoas não soropositivas durante a prática de esportes é quase nula. Mas fez uma ressalva:

"Se não falarmos sobre o risco mínimo, o preconceito vai continuar."

Convite

Emanuel Jacobina disse que quer conversar com a mãe de Cazuza pessoalmente e se aprofundar no tema.

Publicidade

Além disso, ela pode fazer uma participação na novela, que já havia sido sugerida pela própria Lucinha."Eu já havia sugerido isso no início da temporada de 'Malhação'", falou.

"Vou falar o que puder", prometeu a mãe do cantor falecido.

Jacobina ressaltou que tem embasamento teórico sobre a vida dos portadores de HIV. Ele disse que mantém contato com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids), que oferece colaboração técnica.

A cena polêmica

A cena que revoltou a mãe de Cazuza foi a dos personagens Henrique (Thales Cavalcanti) com Luciana (Marina Moschen). Ao colidir com a jovem durante uma partida de basquete, ela tem contato com o sangramento nasal do menino, que fica aterrorizado. Ao fim da cena ele revela ser portador do HIV. #Entretenimento #Televisão #Rede Globo