Marcia Keller, cantora sertaneja e apresentadora de eventos, teve a carreira musical iniciada na adolescência, quando chegou aos programas de tv mais cobiçados da época, como Xou da Xuxa, Clube do Bolinha, Raul Gil, Sílvio Santos, entre outros. Teve sua #Música tocada em rádios de todo o país e era presença frequente em jornais e revistas, mas não aguentou a vida dura na estrada, por ser ainda muito jovem, sem maturidade para encarar a fama, e parou ao chegar no topo.

Mais madura, aos 35 anos, aquela menina que cantava músicas infantis e juvenis estilo Xuxa, Angélica, Mara Maravilha e afins da década de 90 retorna a #Mídia através da Internet, totalmente repaginada.

Publicidade
Publicidade

Formou uma dupla com seu primeiro produtor, Carlos Sampaio, misturando os estilos romântico e sertanejo. Infelizmente, Carlos Sampaio faleceu antes do lançamento do tão festejado cd. Arrasada e se sentindo "viúva de um grande amigo", mas sempre guerreira, Marcia Keller afirma que vai encarar o desafio de lançar o cd ainda assim, e que nem vai regravar as canções sozinha. Ela pretende manter tudo o que foi feito em dupla e, nos futuros shows, aí sim, ela leva sozinha as canções, em uma homenagem ao parceiro.

"É o mínimo que posso fazer, a fim de homenagear. Ele acreditou, bancou toda a gravação, fotos, é autor de diversas canções, e ele fez esse trabalho pensando bem mais em mim do que nele. Era um sonho dele que eu chegasse ao grande público. Ele não se conformava de eu ter interrompido a carreira quando muito jovem e me agulhou esses anos todos para voltar ao mercado musical, no que teve a ideia de formar a dupla para me animar.

Publicidade

Foi ele quem me produziu e me lançou na mídia ainda adolescente, e essa é, na verdade, uma parceria de longa data que seria celebrada e eternizada com esse cd juntos", diz.

Quanto a expectativa em relação a um trabalho lançado dessa forma, Keller não se intimida: "Não se desfaz uma união tão especial e incondicional por conta de um lamentável infarto fulminante. Carlos Sampaio era lindo, tinha uma voz maravilhosa, estiloso, perfeito, e admirado até pelo exigente Ricardo Feghali, do Roupa Nova, que por sinal produziu três de nossas canções nesse trabalho: Marcas de Amor, Coração leviano e Te Amo, assinando os arranjos, produção, violões e teclados, lindos de fazer chorar", diz Keller, emocionada.

Com grande experiência em apresentação de concursos, festas, eventos em geral, a artista deseja, no futuro, apresentar um programa de tv "no estilo do Clube do Bolinha, abrindo espaço e derrubando obstáculos, como ele fez para a música sertaneja, que talvez não tivesse nem alcançado o espaço e vulto que tomou na mídia sem a ajuda dele, na época.

Publicidade

Era no programa dele que as duplas corriam atrás para se apresentar. Praticamente todas as duplas sertanejas que hoje cantam nas outras emissoras apareceram para o grande público no Clube do Bolinha, e eu quero muito um programa bem no estilo dele e, se possível, com um clima que o homenageie, pois, a importância dele para o crescimento da música sertaneja é imortal", conta, empolgada.

Enquanto isso, Marcia Keller posta timidamente fotos nas redes sociais e começa essa semana um programa no YouTube, em seu canal, em que simula um programa de rádio e ela própria canta as músicas que anuncia, com um lado dramático, atendendo a pedidos enviados por e mail pelo público, que pode dedicar uma música a alguém, contar sua história com aquele hit, fazer uma homenagem, o que a pessoa quiser. Basta enviar e mail para marciakeller@hotmail.com e participar!

Marcia Keller aguarda sugestões do público de hits para incluir nos futuros shows, pois deseja "cantar para agradar ao público, e não satisfazer a mim mesma. É uma união especial, e eles são nossos patrões, a bem da verdade", afirma.

Muita força nesse desafio pesado para a órfã Marcia keller, nesse seu primeiro cd!

O título do carro chefe do trabalho é bem sugestivo: "Eu quero transar com você". Você toparia? Dê sua opinião! #Famosos