Neste domingo, 31, o apresentador Silvio Santos mostrou-se irritado com uma negociação que não deu certo. De acordo com o 'Homem do Baú', o SBT e a Jequiti tentaram contratar Fausto Silva, que briga diretamente com o Pai de Patrícia Abravanel aos domingos. O objetivo de Silvio era ter Faustão como garoto propaganda da sua rede de cosméticos, assim como já acontece com outros nomes #Famosos, como Adriane Galisteu, Luan Santana. No entanto, uma das maiores audiência na área do #Entretenimento da Globo teria cobrado caro demais para vincular seu nome à marca. 

Silvio Santos disse que ficou assustado ao saber o valor cobrado por Faustão e que desistiu do contrato por não valer a pena.

Publicidade
Publicidade

Faustão, segundo o 'Rei dos Domingo', teria cobrado R$ 350 mil para realizar a propaganda. A revelação, como em outras vezes, dita em tom de brincadeira, foi feita em meio a um quadro do programa sobre slogans. O auditório mais feminino do Brasil precisa dizer de qual marca pertence o jargão publicitário lido pelo comunicador. A brincadeira é um jeito de Silvio fazer um agrado com as marcas que anunciam na sua emissora, o #SBT

O não de Faustão rapidamente repercutiu na internet. Fãs do SBT disseram que tudo foi apenas uma brincadeira e que Fausto cobraria muito mais do que R$ 350 mil para fazer a propaganda. O comunicador recebe cerca de R$ 5,5 milhões por mês de salário da emissora carioca. Ele é o salário mais caro da televisão brasileira, superando nomes como Ratinho, Xuxa, Gugu, e é claro, do próprio 'Homem do Baú'. 

Faturamento alto de empresa de cosméticos

De acordo com informações do jornalista Ricardo Feltrin, a marca de cosméticos Jequiti já tem cerca de 8% do mercado no país, ganhando um espaço tradicional, antes dominada pelo Boticário e pela Natura.

Publicidade

Em 2014, por exemplo, a arrecadação já era de R$ 500 milhões. A Jequiti só lucra menos do que o SBT, que no ano passado lucrou R$ 1 bilhão, ficando atrás da Record e já empatando com a Netflix do Brasil, que também faturou um bilhão em 2015.