É possível dizer que a Igreja Universal do Reino de Deus está fazendo um esforço quase que bíblico para fazer com que o #Filme Os Dez Mandamentos seja um sucesso, de modo a lotar os cinemas de todo o Brasil. Para que isso seja possível, eles estão pedindo para que os fiéis que possuem mais dinheiro comprem ingressos do filme para doar para pessoas carentes.

A Igreja Universal também está incentivando os fiéis que vão aos cultos a comprarem os ingressos de forma antecipada, a ideia é que com a ajuda dos fiéis esse longa conquiste a maior bilheteria de todos os tempos do cinema nacional. Os cultos, agora chamados de reuniões, são por vezes interrompidos pelos pastores para que seja exigidas partes do filme no telão.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o site Notícias da TV, em um dos templos da zona sul de São Paulo, durante as reuniões os obreiros distribuíam entre os fiéis envelopes que o logotipo do filme ao mesmo tempo em que o pastor pedia para que as pessoas doassem qualquer valor para ajudar nessa causa. Os fiéis podiam colocar o dinheiro na hora e os que tivessem desprevenidos podiam levar os envelopes para casa e devolver na reunião seguinte.

Segundo a reportagem, em uma hora e meia de culto o pastor falou sobre o filme sete vezes. Um dos pastores relatou que depois de assistir a novela Os Dez Mandamentos um pai de santo se converteu a igreja evangélica, por isso seria importante levar o máximo de pessoas possível aos cinemas visto que a obra pode ser capaz de mudar suas vidas.

O culto era um ritual de cura, assim depois de ler algumas passagens da Bíblia alguns fiéis subiram ao palco em estado de transe e logo em seguida se declararam curados.

Publicidade

O pastor pedia para que a pessoa que foi curada doasse o seu melhor, seja dez mil reais ou uma moeda que tivesse no bolso.

A atitude da Igreja Universal de pedir dinheiro para conseguir lotar os cinemas tem sido bastante criticada, principalmente entre as pessoas que não frequentam o culto. De um jeito ou de outro, o sucesso de bilheteria não vai ser por um interesse natural do público, mas pela compra de ingressos pelos fiéis. #Entretenimento #Famosos