Uma opinião forte do jornalista Sidney Rezende dada no último sábado, 27, ganhou grande repercussão ao ser reproduzida pelo jornalista Daniel Castro dois dias depois. O ex âncora da emissora usou um evento de um site que leva o seu nome para falar pela primeira vez sobre sua demissão do canal a cabo Globo News. Sidney foi funcionário do canal da família Marinho por mais de vinte anos. O jornalista não poupou comentários contra a rede de TV, disse que a Globo está passando dos limites e colocando barreiras nas expressões populares. "A Globo não é dona do Brasil, nem do Carnaval. Não é dona do futebol", esbravejou ele. Rezende ainda pediu os presentes no evento que fizessem um questionamento sobre a atuação da emissora. 

Respeito e talento marcam carreira de profissional 

Muito respeitado no meio, Sidney é um dos fundadores da Globo News, ajudou a elaborar o modelo usado na Rádio CBN e também já apresentou telejornais locais na emissora.

Publicidade
Publicidade

No fundo, ele ajudou a construir um pouco do jornalismo e do modelo que é usado até hoje. Rezende foi demitido pela emissora um dia depois de criticar o que chamou de obsessão por notícias ruins e pelo afastamento de Dilma Rousseff do governo. Oficialmente, a Globo News nega que a demissão tenha sido represália, até porque se dissesse que fosse, a emissora seria processada e provavelmente sofreria com o apelo popular. 

Silêncio durou anos

Depois do desligamento de Rezende, o canal a cabo de notícias passa a acomodar Christiane Pelajo, que já tinha sido tirada do 'Jornal da Globo'. Ela entra na mesma faixa onde o jornalista que critica a Globo trabalhava. Apesar da demissão ter sido anunciada ainda no ano passado, Rezende tinha contrato com a rede de TV até este domingo, 28. De cordo com Daniel Castro, isso foi o que motivou um silêncio tão longo.

Publicidade

A partir do mês que vem o profissional investirá em um novo projeto de mídia, unindo internet, rádio e televisão. Procurada, a emissora preferiu não comentar as declarações dadas pelo ex-funcionário. 

Espaço para o debate

Deixamos o espaço aberto para você internauta comentar o que achou da declaração do jornalista. Acredita que realmente o Carnaval e outras expressões populares podem ser prejudicadas por terem a cobertura da Globo? Ou o jornalista só falou isso porque está montando um projeto, que no fundo, é bem parecido com o da emissora carioca?  #Famosos #É Manchete! #Rede Globo